É hoje o dia, Roger Waters na Bahia!

Mais uma lenda da música se apresenta em Salvador.

Roger Waters, membro fundador do Pink Floyd, chega com a turnê “Us + Them”, que combina grandes clássicos do Pink Floyd, e algumas das novas canções do trabalho solo.

Os baianos, e fãs de outros estados que estarão presentes nesse grande acontecimento, vão poder prestigiar uma produção impecável. O jornal Correio* fez a seguinte declaração:

O telão de 70 metros de comprimento e 14 de altura é personagem central no show de três horas de duração, com 20 minutos de intervalo. Ao todo, são 100 toneladas de equipamento transportados em 24 carretas ao redor do mundo. Tem mais: Salvador também vai receber o sistema de som quadrifônico que nada mais é do que um equipamento que preenche todo o ambiente com música. São 360° de som, ou seja: a gargalhada da música Brain Damage surge de um lado do estádio e, rapidamente, alcança o outro. Vai de um ouvido a outro em questão de segundos”.
Para os amantes da boa música, uma grande oportunidade de ver ao vivo uma lenda executando clássicos que já entraram para a história, como “Time”, Another Brick in the Wall”, “Money”,
“Us And Them”, “Comfortably Numb”, “Brain Damage” “
Mother” etc.

Em entrevista ao portal G1 no dia 15/10, Luiz Niemeyer, produtor do evento, disse que 25.000 ingressos já foram vendidos, e que a expectativa é de que 32.000 pessoas estejam presentes neste show. “A venda está dentro das expectativas. Hoje, amanhã e quarta-feira tenho certeza que a venda vai aumentar muito, porque muita gente deixa para comprar mais em cima do show, mas a gente está feliz. Vai ser um belo espetáculo, com um belo público. A quantidade de ingressos vendida já está dentro do que a gente imaginou. Então, acho que não há nenhuma possibilidade da gente não ter um grande público lá”.

Simplesmente imperdível!

Serviço:

Turnê Roger Waters – Us + Them
Quando: Quarta-feira, 17 de outubro de 2018
Onde: Itaipava Arena Fonte Nova
Abertura dos Portões: 17h / Horário do show: 21h
Ingressos: de R$ 72,00 a R$ 284,00
Vendas:
Bilheteria da Arena Fonte Nova
Shopping da Bahia
Na internet


Na imprensa:

Descubra detalhes do show de Roger Waters na Fonte Nova

Show de Roger Waters amplia operação do metrô até 1h da madrugada para embarque no Campo da Pólvora

25 mil ingressos já foram vendidos

Anúncios

14ª edição do Festival Internacional de Artistas de Rua

Entre os dias 02 e 10 de março, a 14ª edição do Festival Internacional de Artistas de Rua ganhará as ruas e praças de Salvador, Irecê, Jacobina e Madre de Deus com apresentações de música, dança, poesia, acrobacia, malabarismo, teatro e artes plásticas. De sexta-feira (02) a domingo (04), o evento acontece na capital baiana, no bairro do Santo Antônio Além do Carmo, às 18h, e no dia 04, na Ribeira, na Rua da Penha, no Mercado Iaô, a partir das 17h, com ações especialmente voltadas para o público infantil. Em seguida, o Festival segue para Irecê, nos dias 06 e 07; Jacobina dia 09 e encerra a programação em Madre de Deus no dia seguinte. Todas as atividades são gratuitas e contam com o apoio do Governo da Bahia, por meio do Edital de Eventos Calendarizados, do Fundo de Cultura da Bahia.

Festival Salvador Jazz ganha destaque internacional na Unesco

Festival Jazz SalvadorO Festival Salvador Jazz, que será realizado pela Prefeitura, no próximo sábado (07) e domingo (08), no Rio Vermelho, é um dos destaques do site da Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) para as celebrações do Dia Internacional do Jazz nas Cidades Criativas da Música. A instituição destaca o jazz por seu papel diplomático de unir as pessoas em todos os cantos do mundo, e a menção ao evento que será realizado em Salvador está no link http://migre.me/tG0Dh.
Através dessa iniciativa, a Prefeitura insere as atividades culturais de Salvador na agenda internacional da Rede de Cidades Criativas da Unesco, reafirmando seu compromisso na promoção da inclusão social, por meio da participação da população na vida cultural local. “O Festival Salvador Jazz é uma iniciativa que já nasceu consolidada, reforçando a vocação e talento naturais da cidade para a música”, observa Jorge Khoury, gestor do Escritório Salvador Cidade Global.
Em sua segunda edição, o festival reúne artistas que são referências desse gênero e da música instrumental, a exemplo de Mou Brasil, Letieres Leite, Gabi Guedes, Toninho Horta, Janela Brasileira, Baia Brass Musical, Skanibais, Retrofoguetes, Donatinho, Raul de Souza, Armandinho e Hamilton de Holanda.
Para presidir o Dia Internacional do Jazz, a Unesco convidou o pianista de jazz e compositor Herbie Hancock, que é referência para artistas que se apresentarão no Festival de Jazz Salvador. “Jazz é a expressão da harmonia e, ao mesmo tempo, de esperança e liberdade”, define Hancock.
The Jazz Festival of Salvador will enliven the city for a two-day free festival on 7 and 8 May. Opened to all audiences, Salvador underlines the capacity of music to nurture social diversity and to enhance participation to cultural life. A wide range of concerts will be performed by 14 groups of jazz to an expected 30,000 participants.
For more information on the Jazz Festival of Salvador, please mail to: cityofmusic@salvador.ba.gov.br
Programação:
07 de maio – 16h30 à 0h
Orquestra Afrosinfônica e Toninho Horta
Gabi Guedes Pradarrum e Donatinho
Skanibais e Retrofoguetes
Janela Brasileira
Baia Brass Musical
SSA – Sol Soteropolitano Ambulante (nos intervalos dos shows)
08 de maio – 16h30 às 22h30
Armandinho e Hamilton de Holanda
Mou Brasil e Raul de Souza
Letieres Leite & Quinteto
Sexteto 1 de Cada e Joatan Nascimento
SSA – Sol Soteropolitano Ambulante (nos intervalos dos shows)

Na imprensa:

Correio* – Festival Salvador Jazz reúne diversos sons no Largo da Mariquita neste fim de semana

G1 – Orquestra Afrosinfônica e Armandinho tocam em festival de jazz

Ibahia – Festival de Jazz movimenta o Rio de Vermelho em maio; veja atrações

Catraca Livre – Rio Vermelho recebe 2° Edição do Festival Salvador Jazz – Orquestra Afrosinfônica, Toninho Horta, Skanibas e Sexteto 1 de Cada são destaques da programação.

R7 – Shows e encontros marcam performances em Festival Salvador Jazz 2016

Festival Música Ilimitada em dose dupla!

Festival Música Ilimitada

Festival Música Ilimitada 1

Tem Festival da Música Ilimitada em dobro! Confira a programação:

13/03 – sexta-feira
Mostra Beiru/Tancredo Neves
Leo Soulza, Insurreição R.A.P e IV de Marte
Local: Centro de Formação Amarantes – R$ 4 (inteira) / R$ 2 (meia)

16/03 – segunda-feira
Mostra Itapuã
As Ganhadeiras de Itapuã, Tabuleiro Musiquim, Retro_Visor (Oficial)
Local: Casa da Música – Entrada franca

11º Festival Internacional de Artistas de Rua da Bahia

11 Festival de Rua

Outras informações sobre o Festival no site oficial http://www.festivalderua.com/

 

a-ha confirmado no Rock in Rio 2015

#aha22

Quem passou pela década de 80, certamente não esquece de alguns hits da época, como “Take on me” ou “Hunting high and low”, da banda norueguesa A-Ha. O grupo, que tocou na segunda edição do Rock in Rio, em 1991, realizada no Maracanã, voltará ao festival no ano em que o evento e a banda completam 30 anos. O anúncio foi feito nesta última quinta-feira, dia 4, pela organização do Rock in Rio, ao lado de Morten Harket, Magne Furuholmen e Pal Waaktaar, os três integrantes do grupo, no estádio em que o festival foi realizado naquele ano. O A-Ha tocará no Palco Mundo, na mesma noite que Katy Perry.

Uma das bandas mais famosas da década de 80 e início dos anos 90, o trio do A-Ha bateu recorde de público na segunda edição do festival, ao tocar para 198 mil pessoas. O álbum de estreia da banda, lançado em 1985, Hunting High and Low, entrou na lista de discos mais vendidos da Billboard 200 em diversos países, como Noruega, Reino Unido e Estados Unidos. O A-Ha recebeu ainda indicação ao Grammy Award e venceu oito prêmios da MTV norte-americana. Depois de 1994, após o lançamento do disco Memorial Beach, a banda ficou quatro anos parada, retornando aos palcos em 1998.

Ao longo da carreira, o A-Ha lançou nove álbuns de estúdio e 40 singles, com mais de 60 milhões de cópias vendidas em todo o mundo.

Em 2006,  o a-ha recebeu em Londres o famoso prêmio Q Inspiration Award, por sua longa contribuição para a música e por ser referências para outros artistas. Temos como alguns exemplos famosos os músicos do Coldplay e Keane. Adam Clayton, baixista do U2 fez inclusive a seguinte declaração: “O a-ha é muitas vezes incompreendido. Eles eram vistos como um grupo de meninas adolescentes, mas na realidade eles eram uma banda muito criativa“.

Em 2013, o a-ha recebeu do Rei Harald da Noruega a mais condecoração do País, quando foram nomeados cavaleiros da Primeira Classe da Ordem Real Norueguesa de St. Olav.

A lista de condecorações em reconhecimento a trajetória é extensa, caso queira conferir, clique aqui.

Trio norueguês se apresenta pela segunda vez no festival
A segunda edição do Rock in Rio ocorreu durante nove noites, em janeiro de 1991, no Maracanã. Os artistas principais do Rock in Rio II representavam alguns dos nomes mais importantes da música do início dos anos 1990: Guns N’ Roses, INXS, Prince, George Michael e New Kids on the Block. O maior público para aquela edição, no entanto, foi para o dia em que o A-Ha se apresentou como atração principal de uma das noites.

Segundo o vocalista Morten Harket, em 1991, “a banda passava por um momento delicado na Europa e na América do Norte. Lá, o impacto inicial da banda estava se dissipando”. Conforme o pop da MTV, de meados dos anos 80, dava lugar ao som mais pesado do Guns N’ Roses e à revolução do acid house, o A-ha foi uma das muitas bandas que tentavam se reinventar no início da nova década. O show do Rock in Rio foi a primeira apresentação do trio para divulgar seu quarto álbum, East of the Sun, West of the Moon – o primeiro gravado sem o produtor Alan Tarney.

Morten lembra claramente da sensação de estar no palco do Rock in Rio, em 1991. “Foi uma visão inspiradora. Era uma noite quente e úmida no Rio, eu estava no palco observando aquela plateia linda e apaixonante de quase 200 mil pessoas. Tudo que eu sabia sobre o Brasil e a América do Sul foi resumido naquele estádio: um senso de igualdade e união que nunca esqueci. Foi uma experiência de muita humildade”, lembra.

No meio da apresentação, a banda começou a tocar um dos hits da época, Hunting High and Low. “Quando comecei a cantar, minha voz foi abafada pelo som da multidão. Lá estavam eles, em perfeito uníssono, entoando cada palavra na letra da canção. Eu parei de cantar e comecei a conduzi-los com o meu microfone, tentando absorver o momento. Eu assisti e ouvi aquela multidão maravilhosa, como eles se comportavam como um só e comemoravam o fato de nos ter no palco. Fiquei profundamente comovido”, diz o vocalista.

Considerando os altos e baixos da carreira da banda, o Rock in Rio de 1991, foi o ponto mais alto. O show de 2015 será, sem dúvida, outro destaque para o grupo.

Sobre o Rock in Rio
Com 29 anos de história, o Rock in Rio é o maior evento de música e entretenimento do mundo por uma série de razões. Das quatorze edições anteriores, cinco ocorreram no Brasil (1985, 1991, 2001, 2011 e 2013), seis em Portugal (2004, 2006, 2008, 2010, 2012 e 2014) e três na Espanha (2008, 2010 e 2012). Em 2015, o festival estará comemorando o seu 30º aniversário e, em maio, o Rock in Rio acontecerá em Las Vegas, EUA, pela primeira vez. Em setembro, a sexta edição no Brasil acontecerá na Cidade do Rock.

Combinando todas as edições já realizadas, mais de 7,5 milhões de pessoas já participaram do evento. Outro número que não para de crescer é o das redes sociais, nas quais o Rock in Rio está quebrando recordes com mais de 11 milhões de seguidores.

Em termos de atrações, somando-se as edições brasileiras, portuguesas e espanholas, mais de 1.274 atrações musicais se apresentaram nos palcos do Rock in Rio, com um total de 1.200 horas de música, com transmissão para mais de 1 bilhão de telespectadores em todo o mundo, pela TV e Internet.

14 Bis & Marcelo Nova no Festival Moto Paulo Afonso 2014

MotoPauloAfonsoJá com data e atrações confirmadas, a Prefeitura de Paulo Afonso prepara o tradicional evento de motociclista da cidade que reúne turistas e clubes de motos de todo o país. O Moto Paulo Afonso 2014, acontece de 1º a 3 de maio, no Centro de Cultura Lindinalva Cabral, com extensa programação, reunindo apresentações musicais, estandes de acessórios, entre outras atrações.

Na programação, atrações como exposição de motos e produtos do setor, apresentações e passeios. O evento já se consolidou como atração anual e faz parte da agenda festiva do município. “Mais uma vez a Prefeitura apoia esse encontro que já é tradição na cidade e oferece junto com a Associação dos Motociclistas de Paulo Afonso (Amopaf), programação e estrutura feitas especialmente para o turista que aqui chegar”, destaca o secretário de Turismo, Luiz Carlos Carvalho.  Já consolidado no Calendário Nordestino do Motociclismo, é um dos maiores indutores de injeção de capital e renda, através do turismo na cidade. Entre as atrações musicais, as bandas da cidade também farão suas apresentações.

Para esta edição estão previstos 1500 motociclistas e uma média de visitação de 15 mil pessoas por dia no evento. Os visitantes ainda devem aproveitar a visita para conhecer as belezas e atrações turísticas de Paulo Afonso.

Os shows são gratuitos!

Confira a programação completa:

Quinta-feira (01/05/2014)

20h: Igor Gnomo
22h30: 14bis
01h: Nocaia

Sexta-feira (02/05/2014)

18h30: Jorjão e Banda
21h: Creedence Cover
23h30: Banda Ética

Sábado (03/05/2014)

12h: Renato Marinho
20h: Classic Rock
22h30: Marcelo Nova
01h: Máquina Total

14bis

14 Bis e Marcelo Nova – Dois grandes nomes da música nacional vão se apresentar em Paulo Afonso.

O 14 Bis, que já lançou 11 álbuns de estúdio, 3 ao vivo, além de coletâneas, é formada por Cláudio Venturini (Guitarra & Voz), Vermelho (Teclado & Voz), Sérgio Magrão (Baixo & Voz) e Hely Rodrigues (Bateria & Voz). Possui em seu repertório hits consagrados como “Planeta Sonho”, “Nova Manhã”, “Todo Azul do Mar”, “Linda Juventude”, entre outros, é sempre uma boa pedida. A banda possui uma sonoridade que mescla o pop, mpb e progressivo. Bons músicos e boas música, essa é a receita de sucesso do 14 Bis.

Marcelo Nova, grande conhecedor do rock, foi o vocalista e membro fundador do Camisa de Vênus, que nasceu em Salvador e ganhou a admiração de uma legião de fãs pelo Brasil, e teve de enfrentar uma forte censura devido a postura irreverente e questionadora que a banda tinha. Essa independência Marcelo Nova continuou mantendo durante a sua trajetória solo. Não me arrisco em dizer que Marcelo Nova e Plebe Rude são os dois grandes nomes do rock brasileiro que nunca cederam aos caprichos da mídia, e com isso, pagaram um preço alto para sobreviver no cenário musical. Assim como o 14 Bis, Marcelo tem uma grande trajetória, tanto com o Camisa de Vênus, como com a sua carreira solo.

%d blogueiros gostam disto: