Olodum terá Centro Digital de Documentação e Memória

Um acervo composto por 234 mil peças do Centro de Documentação e de Memória do Olodum será catalogado e digitalizado, ganhando ampla divulgação em diversos setores da sociedade. Um termo de compromisso foi firmado nesta terça-feira (25), no Pelourinho, assinado pelo presidente da instituição, João Jorge Rodrigues, e pela titular da Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi), Fabya Reis, o que viabilizará o investimento de R$ 225 mil na ação. Os recursos são resultantes de convênio federal, a partir de emenda parlamentar da senadora Lídice da Mata.

A titular da Sepromi destacou que a iniciativa envolve “educação e preservação da memória” de uma instituição que é referência na defesa dos direitos do povo negro. “Teremos um importante resgate de toda a história do Olodum, desde o seu processo de formação até o registro do trabalho social que tem desenvolvido. Reforçamos, assim, a importância desta organização e seu papel fundamental no processo educacional da nossa juventude. A gente parabeniza a caminhada do Olodum, que é um grande patrimônio da Bahia”, pontuou Fabya Reis.

A secretária ressaltou, ainda, que a iniciativa faz parte da agenda de ações da Década Internacional Afrodescendente na Bahia (2015-2024), lançada pela ONU e abraçada pelo Governo do Estado, sendo uma oportunidade de reconhecimento ao trabalho histórico da entidade no combate ao racismo, visibilidade da cultura afro-brasileira e apoio à comunidade negra.

Para o João Jorge Rodrigues, presidente do Olodum, o ato marca significativamente o aniversário de 38 anos da organização, celebrado nesta terça-feira. “Estamos devolvendo à nossa cidade um pouco do que acumulamos ao longo de décadas, em forma de documentos, mas também de maneira ampla, divulgando nossas fantasias, músicas, cartazes e fatos históricos. Recebemos aqui Nelson Mandela, Paul Simon, Michael Jackson, por exemplo. Isso foi fundamental para abrir a Bahia ao mundo”, afirmou João Jorge.

Entre os itens do acervo estão adereços, abadás, livros, documentos, fitas cassete, vinis e diversos vídeos que registram a trajetória do bloco afro. O conjunto ainda será formado por discos de ouro, troféus, medalhas e outras homenagens acumuladas no trabalho de valorização e projeção da música negra por diversos países, bem como o trabalho social e de combate ao racismo. As etapas incluem triagem do acervo, digitalização e criação de um portal.

Formação e inclusão da juventude negra – Uma das principais marcas da entidade na área social é Escola Olodum, fundada em 1984, constituindo-se numa referência nacional e internacional pela inovação no trabalho com arte, educação e pluralidade cultural, envolvendo a juventude negra de diversos bairros da capital. Este ano, através de parceria com o Governo do Estado, estão sendo beneficiados diversos alunos de 15 e 19 anos, que durante dez meses participarão de cursos profissionalizantes de percussão samba-reggae, dança afro e canto. O investimento é de R$ 1 milhão, recurso oriundo do Estatuto da Igualdade Racial e de Combate à Intolerância Religiosa, por meio de uma articulação entre Casa Civil e secretarias de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi) e de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS). A ação é vista como ferramenta estratégica para fornecer noções sobre cultura, cidadania, autoestima e defesa de direitos da juventude negra de áreas de alto índice de vulnerabilidade na capital.

Fonte: SEPROMI

4º Congresso Brasileiro de Iconografia Musical & 2º Congresso Brasileiro de Pesquisa e Sistemas de Informação em Música

Com duração prevista de 5 dias, o evento será realizado de 17 a 21 de julho de 2017 nas instalações do Espaço Cultural Arlindo Fragoso da Escola Politécnica da UFBA, distribuindo as suas atividades (conferência, palestras, comunicações, minicursos/oficinas e mesas redondas) nos seus três auditórios totalmente equipados com sistemas multimeios.

A programação completa deste evento conjunto inclui 2 conferências a cargo de convidados estrangeiros de reconhecido gabarito, 4 palestras com convidados nacionais de renome internacional e 4 mesas redondas integradas por relevantes convidados nacionais (sejam participantes do projeto RIdIM-Brasil ou da AIBM/IAML-Brasil), além de minicursos/oficinas relativas a iconografia musical, documentação musical e musicográfica, e uma série de sessões de comunicações relativas aos diversos aspectos deste evento conjunto. Enquanto os conferencistas e os palestrantes apresentarão novas propostas de abordagem conceitual em torno da iconografia e da informação musical, as mesas redondas realizarão exposições de temas exemplares relativos às demais questões e particularidades relativas à documentação musical musicográfica e imagética, na perspectiva multi-, inter- e transdisciplinar, no âmbito dos estudos musicológicos, de história da arte, e da cultura e patrimônio em geral, assim como do seu tratamento e gestão enquanto objeto informacional.

Outras informações podem ser obtidas no seguinte site:

Iconografia Musical & Sistema de informação em música

AABA – Posse da nova Diretoria

A AABA, Associação dos Arquivistas da Bahia, convida a toda a comunidade para a cerimônia de posse da nova diretoria – Gestão 2017/2019, que será realizada no dia 11 de abril de 2017, às 18h30, no auditório do Centro de Cultura Manuel Querino, que fica localizado na Câmara Municipal de Salvador.

Aproveitamos para parabenizar a nova diretoria, desejando todo êxito em seus projetos.

IV ARQUIFES/NORTE-NORDESTE

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia – IFBA, através do seu Memorial vinculado a Pro-Reitoria de Desenvolvimento Institucional e Infraestrutura – Prodin, promoverá no período de 17 a 19 de maio de 2017 o IV Fórum Regional de Arquivistas das Instituições Federais de Ensino Superior do Norte e Nordeste – IV ARQUIFES/NORTE-NORDESTE cujo tema “Gestão, Preservação e Acesso dos Documentos Físicos e Digitais nas IFES” tem por propósito integrar os profissionais de arquivos das IFES através do intercâmbio de informações bem como discutir as políticas arquivísticas em prol da preservação deste patrimônio documental. 

Fórum Regional de Arquivistas das Instituições Federais de Ensino Superior das Regiões Norte e Nordeste (Arquifes/Norte-Nordeste) é um encontro regional de arquivistas atuantes nas Instituições Federais de Ensino Superior – IFES voltado para discussões técnico-científicas no contexto das IFES, e visa dar continuidade à discussão de propostas de ações e diretrizes a serem realizadas para o fortalecimento, integração de uma rede nacional, melhoria dos procedimentos técnicos e condições de trabalho nos arquivos das IFES. Esse encontro é um segmento regional do Encontro Nacional de Arquivistas das IFES – ENARQUIFES, que ocorre bienalmente desde 2009.

Para fazer a inscrição, ou saber mais sobre o evento, acesse o site:

http://4arquifesnne.blogspot.com.br/

29/03/2017 – Eleição para a nova Diretoria da AABA

Nesta quarta-feira, dia 29 de março de 2017, das 09h às 19h no Instituto de Ciência da Informação da UFBA, ocorrerá a eleição para a nova gestão da Associação dos Arquivistas da Bahia (AABA) para o biênio 2017 – 2019.

Você, Bacharel em Arquivologia ou Técnico de Arquivo que é associado, compareça. É muito importante podermos ter a Associação em atividade.

Endereço: ICI/UFBA – Av. Reitor Miguel Calmon (parte superior), s/n – Campus Universitário do Canela. 40110-100 Salvador – BA 

Arquivo alemão sobre vítimas do Holocausto disponibilizado online

O arquivo alemão International Tracing Service anunciou esta segunda-feira a publicação online do seu inventário da época do Holocausto, que inclui cerca de 30 milhões de documentos sobre a perseguição nazi, o trabalho forçado e o destino dos sobreviventes.

Responsáveis do arquivo, de Bad Arolsen (centro-oeste), disseram ainda que partes do espólio que foram sujeitas apenas a uma indexação preliminar também vão ser disponibilizadas. Descrições mais pormenorizadas serão acrescentadas gradualmente.

O International Tracing Service (ITS) foi criado pelos Estados Unidos e os aliados após o fim da II Guerra Mundial, com o objetivo de investigar o que aconteceu às vítimas do Holocausto: informação sobre o período de detenção, trabalho forçado e assistência no pós-Guerra.

Em 2007, foi permitido o acesso de acadêmicos e investigadores aos documentos, iniciando-se a transformação de arquivo para instituição de investigação. O espólio do ITS foi inscrito em 2013 pela UNESCO na lista de patrimônio documental “Memória do Mundo”.

Fonte: Observador

APEB promove evento comemorativo do Dia do Arquivista

dia-do-arquivista

#DiadoArquivista No dia 20 de outubro, arquivistas de todo o país celebram o Dia do Arquivista, que será registrado com atividades que tem o APEB como parceiro. No dia 25 (terça-feira), a partir das 13h, será realizado evento comemorativo no Auditório Arquivo Público do Estado da Bahia (Baixa de Quintas).

Confira a programação:

13h | Abertura
Reitor da UFBA (João Carlos Salles), Pró Reitoria de Ensino de Graduação da UFBA (Penildon Silva Filho), Diretora do ICI/UFBA (Hildenise Novo), Diretor Geral da FPC (Zulu Araújo), Diretora do Arquivo Público do Estado da Bahia (Teresa Matos), Coordenadores de Arquivologia do ICI/UFBA (José Carlos Sales e Derek Warwick) e Associação dos Arquivistas da Bahia (Herbet Menezes) e DA Arquivologia (Jorge Luiz Reis dos Santos).

13h30 | Atração musical
Ana Claúdia Medeiros (ICI/UFBA);

14h | Arquivologia e tecnologias em enfoque

Palestrantes
Gillian Queiroga – Novas perspectivas para a Arquivologia do século XXI;
Aurora Freixo – Gestão de documentos arquivísticos digitais: aspectos técnicos e legais;
Ricardo Sodré – Inovação e apropriação de tecnologias em gestão e representação arquivística: mobile, mídias sociais e fronteiras permeáveis;

Mediação
Maíra Salles

16h | Mesa Redonda

Palestrantes
Arquivística contemporânea: perspectivas e desafios profissionais.
Fabrício Vasconcelos – Perspectiva e experiência em consultoria documental no mercado baiano;
Ana Cláudia Cupertino (APEB/FPC) – Assistência técnica aos Arquivos Públicos Municipais;
Eduardo Motta Witzel e Ulle Viviane Barbosa Xavier – Relatos sobre a construção da TTD-atividade fim do APEB;

Mediação
Derek Tavares

17h | Lançamento do AtoM do APEB/FPC.
Adriana Sousa Silva (APEB/FPC);

17h30 | Encerramento.
Sorteio de livros / Quitutes arquivísticos.

%d blogueiros gostam disto: