Olodum terá Centro Digital de Documentação e Memória

Um acervo composto por 234 mil peças do Centro de Documentação e de Memória do Olodum será catalogado e digitalizado, ganhando ampla divulgação em diversos setores da sociedade. Um termo de compromisso foi firmado nesta terça-feira (25), no Pelourinho, assinado pelo presidente da instituição, João Jorge Rodrigues, e pela titular da Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi), Fabya Reis, o que viabilizará o investimento de R$ 225 mil na ação. Os recursos são resultantes de convênio federal, a partir de emenda parlamentar da senadora Lídice da Mata.

A titular da Sepromi destacou que a iniciativa envolve “educação e preservação da memória” de uma instituição que é referência na defesa dos direitos do povo negro. “Teremos um importante resgate de toda a história do Olodum, desde o seu processo de formação até o registro do trabalho social que tem desenvolvido. Reforçamos, assim, a importância desta organização e seu papel fundamental no processo educacional da nossa juventude. A gente parabeniza a caminhada do Olodum, que é um grande patrimônio da Bahia”, pontuou Fabya Reis.

A secretária ressaltou, ainda, que a iniciativa faz parte da agenda de ações da Década Internacional Afrodescendente na Bahia (2015-2024), lançada pela ONU e abraçada pelo Governo do Estado, sendo uma oportunidade de reconhecimento ao trabalho histórico da entidade no combate ao racismo, visibilidade da cultura afro-brasileira e apoio à comunidade negra.

Para o João Jorge Rodrigues, presidente do Olodum, o ato marca significativamente o aniversário de 38 anos da organização, celebrado nesta terça-feira. “Estamos devolvendo à nossa cidade um pouco do que acumulamos ao longo de décadas, em forma de documentos, mas também de maneira ampla, divulgando nossas fantasias, músicas, cartazes e fatos históricos. Recebemos aqui Nelson Mandela, Paul Simon, Michael Jackson, por exemplo. Isso foi fundamental para abrir a Bahia ao mundo”, afirmou João Jorge.

Entre os itens do acervo estão adereços, abadás, livros, documentos, fitas cassete, vinis e diversos vídeos que registram a trajetória do bloco afro. O conjunto ainda será formado por discos de ouro, troféus, medalhas e outras homenagens acumuladas no trabalho de valorização e projeção da música negra por diversos países, bem como o trabalho social e de combate ao racismo. As etapas incluem triagem do acervo, digitalização e criação de um portal.

Formação e inclusão da juventude negra – Uma das principais marcas da entidade na área social é Escola Olodum, fundada em 1984, constituindo-se numa referência nacional e internacional pela inovação no trabalho com arte, educação e pluralidade cultural, envolvendo a juventude negra de diversos bairros da capital. Este ano, através de parceria com o Governo do Estado, estão sendo beneficiados diversos alunos de 15 e 19 anos, que durante dez meses participarão de cursos profissionalizantes de percussão samba-reggae, dança afro e canto. O investimento é de R$ 1 milhão, recurso oriundo do Estatuto da Igualdade Racial e de Combate à Intolerância Religiosa, por meio de uma articulação entre Casa Civil e secretarias de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi) e de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS). A ação é vista como ferramenta estratégica para fornecer noções sobre cultura, cidadania, autoestima e defesa de direitos da juventude negra de áreas de alto índice de vulnerabilidade na capital.

Fonte: SEPROMI

4º Congresso Brasileiro de Iconografia Musical & 2º Congresso Brasileiro de Pesquisa e Sistemas de Informação em Música

Com duração prevista de 5 dias, o evento será realizado de 17 a 21 de julho de 2017 nas instalações do Espaço Cultural Arlindo Fragoso da Escola Politécnica da UFBA, distribuindo as suas atividades (conferência, palestras, comunicações, minicursos/oficinas e mesas redondas) nos seus três auditórios totalmente equipados com sistemas multimeios.

A programação completa deste evento conjunto inclui 2 conferências a cargo de convidados estrangeiros de reconhecido gabarito, 4 palestras com convidados nacionais de renome internacional e 4 mesas redondas integradas por relevantes convidados nacionais (sejam participantes do projeto RIdIM-Brasil ou da AIBM/IAML-Brasil), além de minicursos/oficinas relativas a iconografia musical, documentação musical e musicográfica, e uma série de sessões de comunicações relativas aos diversos aspectos deste evento conjunto. Enquanto os conferencistas e os palestrantes apresentarão novas propostas de abordagem conceitual em torno da iconografia e da informação musical, as mesas redondas realizarão exposições de temas exemplares relativos às demais questões e particularidades relativas à documentação musical musicográfica e imagética, na perspectiva multi-, inter- e transdisciplinar, no âmbito dos estudos musicológicos, de história da arte, e da cultura e patrimônio em geral, assim como do seu tratamento e gestão enquanto objeto informacional.

Outras informações podem ser obtidas no seguinte site:

Iconografia Musical & Sistema de informação em música

Show da IV de Marte no Sport House em Lauro de Freitas

iv-de-marte-e-convidados

Sport House Motorcycle and Bar
Avenida Santos Dumont, 42700-000 Lauro de Freitas, Bahia.
(71) 3289-4309

A Curva e IV de Marte se apresentam na The Other Place Salvador

13923468_1667525866901412_7836687364772922779_o

Mais sobre as bandas nas respectivas páginas:

IV de Marte

A Curva

Theatro de Seraphin & Modus Operandi se apresentam no Dubliners Irish Pub

Começa nessa Terça-feira 02/08, a comemoração pelos 2 anos do projeto “Quanto Vale o Show”. As bandas Theatro de Seraphin e Modus Operandi dão a largada nas festividades.

Vale a pena conferir!

QUANTO VALE O SHOW 2 ANOS
02/08 / 2016
Theatro de Seraphin https://www.facebook.com/Theatro-de-Seraphin-108313532605
Modus Operandi https://www.facebook.com/modusoperandi4?fref=ts
DJ BIGBROSS e Convidados

DUBLINERS IRISH PUB, 19horas.

Quanto vale o show

Benete Silva faz show hoje no Taverna Music Bar

Benete Silva

Para conhecer mais sobre o trabalho do músico, acesse o site:

https://soundcloud.com/benete-silva

Festival Salvador Jazz ganha destaque internacional na Unesco

Festival Jazz SalvadorO Festival Salvador Jazz, que será realizado pela Prefeitura, no próximo sábado (07) e domingo (08), no Rio Vermelho, é um dos destaques do site da Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) para as celebrações do Dia Internacional do Jazz nas Cidades Criativas da Música. A instituição destaca o jazz por seu papel diplomático de unir as pessoas em todos os cantos do mundo, e a menção ao evento que será realizado em Salvador está no link http://migre.me/tG0Dh.
Através dessa iniciativa, a Prefeitura insere as atividades culturais de Salvador na agenda internacional da Rede de Cidades Criativas da Unesco, reafirmando seu compromisso na promoção da inclusão social, por meio da participação da população na vida cultural local. “O Festival Salvador Jazz é uma iniciativa que já nasceu consolidada, reforçando a vocação e talento naturais da cidade para a música”, observa Jorge Khoury, gestor do Escritório Salvador Cidade Global.
Em sua segunda edição, o festival reúne artistas que são referências desse gênero e da música instrumental, a exemplo de Mou Brasil, Letieres Leite, Gabi Guedes, Toninho Horta, Janela Brasileira, Baia Brass Musical, Skanibais, Retrofoguetes, Donatinho, Raul de Souza, Armandinho e Hamilton de Holanda.
Para presidir o Dia Internacional do Jazz, a Unesco convidou o pianista de jazz e compositor Herbie Hancock, que é referência para artistas que se apresentarão no Festival de Jazz Salvador. “Jazz é a expressão da harmonia e, ao mesmo tempo, de esperança e liberdade”, define Hancock.
The Jazz Festival of Salvador will enliven the city for a two-day free festival on 7 and 8 May. Opened to all audiences, Salvador underlines the capacity of music to nurture social diversity and to enhance participation to cultural life. A wide range of concerts will be performed by 14 groups of jazz to an expected 30,000 participants.
For more information on the Jazz Festival of Salvador, please mail to: cityofmusic@salvador.ba.gov.br
Programação:
07 de maio – 16h30 à 0h
Orquestra Afrosinfônica e Toninho Horta
Gabi Guedes Pradarrum e Donatinho
Skanibais e Retrofoguetes
Janela Brasileira
Baia Brass Musical
SSA – Sol Soteropolitano Ambulante (nos intervalos dos shows)
08 de maio – 16h30 às 22h30
Armandinho e Hamilton de Holanda
Mou Brasil e Raul de Souza
Letieres Leite & Quinteto
Sexteto 1 de Cada e Joatan Nascimento
SSA – Sol Soteropolitano Ambulante (nos intervalos dos shows)

Na imprensa:

Correio* – Festival Salvador Jazz reúne diversos sons no Largo da Mariquita neste fim de semana

G1 – Orquestra Afrosinfônica e Armandinho tocam em festival de jazz

Ibahia – Festival de Jazz movimenta o Rio de Vermelho em maio; veja atrações

Catraca Livre – Rio Vermelho recebe 2° Edição do Festival Salvador Jazz – Orquestra Afrosinfônica, Toninho Horta, Skanibas e Sexteto 1 de Cada são destaques da programação.

R7 – Shows e encontros marcam performances em Festival Salvador Jazz 2016

%d blogueiros gostam disto: