III Encontro Estadual de Educação – Ministério Público e MEC

II MP MEC

 PROGRAMAÇÃO DO EVENTO


INSCRIÇÕES

Arquivo Público se prepara para receber 2ª etapa da Bienal da Bahia

BienalCom documentos nominados e registrados como Memória do Mundo pela Unesco, o Arquivo Público do Estado da Bahia, unidade da Fundação Pedro Calmon/Secretaria de Cultura do Estado é a segunda maior instituição arquivística do Brasil, custodiando um acervo documental de valor único para a memória nacional. Devido a esta importância, o Arquivo Público será um dos palcos da segunda temporada da 3ª Bienal da Bahia, que segue com sua programação de cem dias de atividades culturais e educativas em Salvador e municípios baianos.

A partir do dia 17 de julho (quinta-feira), a unidade receberá ações que envolverão dez artistas baianos e de outros estados. Às 10h deste dia será realizado um pique-nique aberto ao público nos jardins do Arquivo, local conhecido como “Quinta do Tanque”. Na ocasião, será resgatado o hábito dos jesuítas que ali moravam de troca de experiências, leituras e diálogos sobre história, antropologia, turismo, arquitetura, arte e outras temáticas.

 Intitulado “Quintas na Quinta”, o programa acontecerá às quintas-feiras, até o dia 4 de setembro, sempre às 14h e terá encontros com os professores Sergio Guerra e Luiz Paulo Neiva sobre “Canudos”, com Marcelo Cunha e Dona Sisi (Fundação Pierre Verger) sobre “Racismo Científico” e a intervenção artística “Feminária Musical”, de Ana Paula Fiuza, do Grupo Feminista de Experimentos Sonoros da Escola de Música da UFBA, todos no mês de julho.

 Dentre os artistas que farão exposições e intervenções no Arquivo, estão Eustaquio Neves, Gaio, Giselle Beiguelman, Ícaro Lira, José Rufino, Omar Salomão, Paulo Bruscky, Paulo Nazareth, Rodrigo Matheus e S. da Bôa Morte, além da artista cubana, Maria Magdalena Campos Pons e o músico Neil Leonard. Até setembro, o público poderá interagir também com a Exposição: Arquivo do Museu Antropológico e Etnográfico Estácio de Lima, que estará aberta à visitação a partir deste dia, das 9h às 17h.

Educativa – A programação da 3ª Bienal no Arquivo Público também incluirá visitas guiadas em parceria com a Escola Parque (Centro Educacional Carneiro Ribeiro), nas quais os estudantes visitarão as exposições e ações que estarão sendo realizadas a partir do dia 17. Haverá equipes de mediação formadas pelos artistas, que guiarão os estudantes e o público em geral em meio às instalações e ministrarão oficinas.

Internacional – No dia 19 de julho (sábado), às 10h, a artista cubana, Maria Magdalena Campos e o artista Neil Leonard, levarão ao Arquivo Público a performance sonora e corporal intitulada “Conversação”, na qual irá criar uma série de diálogos a partir de sua experiência na Bahia, do contato com as pessoas e dos documentos encontrados no Arquivo. Nascida em Cuba e radicada em Boston (EUA), a artista (veja entrevista) tem, em sua trajetória artística, trabalhos que envolvem, principalmente, a fotografia, performances, meios audiovisuais, e esculturas.         

Para facilitar e ampliar o acesso do público à programação no Arquivo Público, a Fundação Pedro Calmon disponibilizará gratuitamente um ônibus todos os dias, de 17 de julho a 7 de setembro, saindo do Teatro Castro Alves (Campo Grande) às 14h em direção ao Arquivo, na Baixa de Quintas (interessados procurar monitores da Bienal que estarão na frente do TCA; sujeito à lotação).   Todas as atividades são gratuitas. 

PROGRAMAÇÃO

17 DE JULHO (QUINTA-FEIRA)

9h às 17h – Exposição “Arquivo do Museu Antropológico e Etnográfico Estácio de Lima” e instalações de artistas abertas à visitação

10h – Abertura com pique-nique aberto ao público nos jardins do Arquivo Público.

14h – Projeto “Quintas na Quinta”, com leituras, diálogos e poesia nos jardins e visitas guiadas por artistas.

 

19 DE JULHO (SÁBADO)

9h às 17h – Exposição “Arquivo do Museu Antropológico e Etnográfico Estácio de Lima” e instalações de artistas abertas à visitação

10h – Performance sonora e corporal da artista Maria Magdalena Campos Pons (Cuba) intitulada “Conversação”

 

24/7, 31/7, 7/8, 14/8, 21/8, 28/8 e 4/9 (QUINTAS)

“Quintas na Quinta”, às 14h nos jardins do Arquivo Público

9h às 17h – Exposição “Arquivo do Museu Antropológico e Etnográfico Estácio de Lima” e instalações de artistas abertas à visitação

Outras informações no site www.bienaldabahia.com

Brasil e Portugal: Interfaces entre história, memória e patrimônio

Seminário Brasil e Portugal: interfaces entre história, patrimônio e memória

Encontro, de 28 a 30 de julho, na sede do Instituto Histórico, vai contar com um dos maiores especialistas sobre órgão de tubos do mundo!

O português Antonio Simões, um dos mais conceituados organistas e organeiros (intérprete e restaurador de órgãos tubulares musicais), estará em Salvador entre os dias 28 a 30 de julho, durante o seminário internacional “Brasil e Portugal: interfaces entre história, patrimônio e memória”. A iniciativa é do projeto “Memória Musical da Bahia” e tem o apoio do Instituto Geográfico e Histórico da Bahia, Gabinete Português de Leitura e Mosteiro de São Bento.

Um dos objetivos do encontro é assegurar a continuidade de um legado patrimonial que se formou durante os séculos de colonização portuguesa (XVI ao XIX), com o desafio de preservar a tradição organística na pós-modernidade. Além disso, pretende-se estabelecer um diálogo contínuo entre Brasil e Portugal, sobretudo, no âmbito acadêmico, institucional e profissional.

Saiba mais: Os órgãos de tubos são instrumentos musicais mais antigos da história da humanidade. Diversas iniciativas de valorização desse segmento foram deflagradas nas últimas décadas, sendo intensificadas mais recentemente, com a Campanha “Órgão Vivo: não deixe este órgão morrer!”.

Em 2014 a Campanha de Educação Patrimonial Órgão Vivo completa dez anos. Durante este período foram realizadas atividades de pesquisa, difusão e sensibilização comunitária sobre a importância do órgão de tubos ou tubular, como patrimônio musical da Bahia e do Brasil.

Sobre o conferencista:António Jesus Simões nasceu em Pousaflores, Ansião (Portugal). Estudou engenharia e música em Coimbra. Dedicou-se ao ensino de Educação musical e a música infantil. Em Barcelona, aprofundou os estudos técnicos sobre organaria, profissão que passa a exercer a partir de 1984. Foi responsável pela restauração de mais de 140 órgãos históricos, além de ter construído 5 órgãos novos. Integra a APAO (Associação Portuguesa Amigos do Órgão) e fez parte do grupo fundador do Coral Ansianense. É conferencista sobre a organaria portuguesa, valendo-se dos seus conhecimentos de  cerca de 30 anos de atividade. É autor das publicações “Dicionário do Órgão”, “Patrimônio Religioso do Concelho de Ansião”, “Manuel Augusto Dias, Joana Patrícia Dias”.

PROGRAMAÇÃO:

28/7, às 15h – Mesa de abertura- IGHB/GPL/Consulado de Portugal

15h15 – Conferência de abertura

Inventário dos órgãos portugueses: uma necessidade patrimonial

Dr. Antonio Simões (especialista em restauro e reforma de órgãos de tubos históricos em Portugal)

Interfaces da cultura portuguesa na Bahia (A Talha Neoclássica)

Prof. Luiz Freire (Ufba)

16h30 – Participações de representantes institucionais

Edvaldo Gomes Vivas (Promotor e Coordenador do NUDHEPAC)

Carlos Chenaud (Representação do MinC na Bahia)

16h30 – Apresentação musical

Raimundo Magalhães, Mestre em piano pela UFBa, Professor do CEEP

29/7 às 15h – Palestras sequenciais

Memória musical da Bahia: o órgão de tubos como patrimônio comunitário

Prof. Marcos Santana (Coord. da Camp. Órgão Vivo, vice-presidente da ABO

Educação patrimonial em Salvador: um diálogo com a tradição

Museóloga Bartolimara Souza Daltro

Restaurador e prof. José Dirson Argolo

16h30 – Depoimentos

Tec. organeiro – André de Arruda Ferrão – Projeto do Orgão do Convento da Piedade

Dr. Artur Napoleão – Projeto do Órgão da Basílica do Bonfim

30/07, às 9h – Visita guiada à Basílica da Conceição da Praia

SERVIÇO:

Seminário: 28 a 30 de julho de 2014, das 15 às 17h

Auditório do IGHB – Avenida Joana Angélica, 43 – Piedade

Informações: 71 3329-4463

Inscrição gratuita: ighbahia@gmail.com

Dave Lombardo – Brasil Tour começa por Salvador!

Dave LombardoA Rádio Rock Freeday orgulhosamente apresenta uma das maiores lendas da bateria mundial. O exímio musicista norte-americano, Dave Lombardo, (ex – Slayer). Considerado uma lenda da bateria, o virtuoso instrumentista virá ao Brasil pela primeira vez para ministrar clinicas e workshops em dez cidades, nos meses de Agosto e Setembro de 2014.

Dave Lombardo é um dos mais criativos e interessantes bateristas do metal atual. Cubano de nascença migrou para os Estados Unidos e integrou a banda Slayer desde o princípio da formação tocando bateria, instrumento no qual atualmente é apontado como um dos melhores do mundo. Ultimamente o músico é integrante da banda Philm. No evento de workshops, Dave Lombardo vai executar as principais musicas da sua carreira no Slayer e da sua atual banda (Philm), além de tirar dúvidas do instrumento e aplicar de maneira didática suas principais técnicas na bateria.

A conceituada marca Ludwig vai apoiar todos os eventos da turnê, demostrando peças e lançando no país a bateria oficial da tour, que será montada exclusivamente para o músico. Brasil tour A turnê vai passar pelas principais capitais do Brasil e a produção do evento fica a cargo dos produtores Alexandre Afonso e Felipe Mascarenhas, ambos da web rádio Rock Freeday –www.rockfreeday.com.br – marca já acostumada a promover eventos e workshops na cidade de Salvador-Ba, e agora oferecendo ao mercado nacional uma turnê histórica, com um dos maiores nomes do mundo.

Datas e cidades:
Sábado 23 de agosto Salvador
Domingo 24 de agosto Brasília
Terça 26 de agosto Guarapuava
Quarta 27 de agosto Curitiba
Quinta 28 de agosto Joinville
Sexta 29 de agosto Florianópolis
Sábado 30 de agosto Porto Alegre
Domingo 31 de agosto Belo Horizonte
Terça 2 de setembro Rio de Janeiro
Quarta 3 de setembro São Paulo

Holanda x Costa Rica – Despedida de Salvador da Copa

#Copa2014Salvador_Hol_CRC

Holanda e Costa Rica se enfrentam no dia 05/07/2014, às 17:00 (horário de Brasília), em busca da cobiçada vaga na semifinal. Um grande jogo para fechar com chave de ouro a participação de Salvador como sede da competição, que possui a impressionante média de 4,8 gols por jogo!

A tradicional Seleção da Holanda, que tem o melhor ataque da competição, enfrenta a surpreendente e boa Seleção da Costa Rica.

Confira a trajetória das Seleções na Copa do Mundo, que chegaram as Quartas de final sem serem derrotadas:

Holanda 

Espanha 1 x 5 Holanda
Austrália 2 x 3 Holanda
Holanda 2 x 0 Chile
Holanda 2 x 1 México


Costa Rica

Uruguai 1 x 3 Costa Rica
Itália 0 x 1 Costa Rica
Costa Rica 0 x 0 Inglaterra

Costa Rica 1 x 1 Grécia (5×3 nos pênaltis)

 

História

A Holanda chegou a final de três edições, 1974, 1978 e 2010, sem conseguir conquistar o título. Já a Costa Rica, chegou pela primeira vez as Quarta de final, melhor posição de uma Seleção da América Central em Copa do Mundo.

Que vença o melhor!

%d blogueiros gostam disto: