DR. SIN – Animal Tour 2012

A banda Dr. Sin traz a Salvador a turnê do seu último álbum, intitulado “Animal”. Depois de ter se apresentado em Fortaleza/CE, Natal/RN e Recife/PE, a capital baiana volta a receber um dos maiores nomes brasileiros de hard rock.

O show será no dia 30/09/2012 (Domingo), no Groove Bar    e vai contar com a abertura da banda  Lo Han.

Data e Horário

Domingo, 30 de setembro, 18:00

Local

Groove Bar – End.: Marquês de Leão, 351, Barra.
(71) 3267-5124

Preço

R$ 40,00 (Pista)
R$ 80,00 (Camarote)

Ingressos à venda nos balcões Ticketmix [Shoppings Barra, Iguatemi, Salvador e Paralela].

PALESTRA – A BAHIA NO TEMPO DE CARLOS COSTA PINTO (1885-1946)

CAFÉ CONCERTO – Dias 05 e 19 de outubro às 17:30 horas | Entrada Franca

RELEASE

O grupo Concertos Artes Integradas, formado pela atriz e doutora em Artes Cênicas Cristina Dantas, juntamente com o violonista/violinista Alexandre Bloisi e o percussionista Jailton Paim, apresenta “Café-Concerto para Poesia”, um programa cultural que visa realizar apresentações de recitais poético-musicais no Museu Carlos Costa Pinto.

Em diálogo com a arquitetura e o acervo do museu, a proposta coloca em comunhão a história, a arte, a música e a poesia. Os dias 05 e 19 de outubro serão dedicados aos poetas Castro Alves e João Cabral de Melo Neto.

No dia 05 (sexta-feira), às 17h30min, será apresentado o recital do poema “Navio Negreiro” do baiano Castro Alves, que narra a travessia dos negros da África ao Brasil. Os instrumentos afro-percussivos, como o “Djembê” e o “Agogô” associados à harmonia europeia dos acordes do violão e da melodia do violino dão voz e preenchem a interpretação da poesia.

No dia 19 (sexta-feira), às 17h30min, as poesias do livro “A Educação pela Pedra e outros poemas” do pernambucano João Cabral de Melo Neto, autor do famoso “Morte e Vida Severina“, serão destaque na interpretação da atriz e nas intensas melodias compostas exclusivamente para o recital. João Cabral revela em suas poesias o grito mudo da língua nordestina, o árido deserto de suas paisagens e a sofisticação de uma poética cujo ritmo não é apenas musical.

Mais informações no site: www.concertosartes.wix.com/site

CONTATO: 71 9964-1332

SERVIÇO

O QUE: CAFÉ-CONCERTO PARA POESIA
ONDE: Auditório do Museu Carlos Costa Pinto – Av. Sete de Setembro, 2490 – Corredor da Vitória
DIAS: 05 e 19 de outubro de 2012
HORA: 17:30 horas
ENTRADA FRANCA

Gabinete Português faz 150 anos

A colônia portuguesa em Salvador não tem só o Consulado como representante da sua cultura. O Gabinete Português de Leitura reúne um acervo que resgata grande parte da tradição lusitana. E no próximo dia 02 de outubro, a partir das 17 horas será iniciada as comemorações pelos seus 150 anos de fundação.

Em uma feliz coincidência as comemorações acontecem no Ano de Portugal no Brasil. A programação é extensa e só termina em março do próximo ano, lembra o presidente da Comissão do Sesquicentenário e diretor de Cultura do Gabinete Português de Leitura, Ivan Barroso.

Na abertura das comemorações, que acontece no salão nobre do Gabinete, serão realizadas as palestras do escritor José Luis Peixoto, que abordará “Um Olhar sobre a Literatura Portuguesa Contemporânea” e da historiadora Ângela Domingues, sobre o tema “Desígnios da Providência e Equilíbrio do Universo – Imagens do Brasil e dos Portugueses na Literatura de Viagens”.

Até o dia 2 março de 2013, quando o Gabinete completará o Sesquicentenário, teremos diversos eventos, como a Semana da Baía de Todos os Santos, que acontece entre os dias 26 de outubro e 01 de novembro (data da descoberta da Baía 01 de novembro de 1501), Exposição de Fotografias Janelas Portuguesas, em novembro, apresentações musicais e conferências ligadas às áreas da história, cultura, economia e ciências.

As comemorações serão presididas pelo Cônsul Geral de Portugal na Bahia, José Lomba, presidente de honra da Comissão de Festejos do Sesquicentenário.

Estrutura e acervo

Situado em frente à Praça da Piedade, o Gabinete é dirigido pelo presidente da entidade, Manuel Bernardino e abriga o Centro de Estudos Portugueses ou Casa de Fernando Pessoa. O edifício apresenta três frentes e foi idealizado pelo arquiteto português Alberto Borelli. Fundado em 1863, possui na Biblioteca Infante D. Henrique mais de 30 mil obras literárias, sermões do Padre Antônio Vieira, poesias, romances, contos, novelas, biografias de escritores, historiadores, religiosos, história e geografia de Portugal e países colonizados.

Além de escritores portugueses, também compõe o rico acervo obras de Jorge Amado, Machado de Assis, Lima Barreto, Monteiro Lobato, José Lins do Rego, José de Alencar e Érico Veríssimo.

Pelo seu acervo onde existem obras raras portuguesas e brasileiras, o Gabinete Português de Leitura é bastante procurado por pesquisadores, estudantes de mestrado e doutorado interessados em conhecer as tradições lusitanas. O Gabinete procura sempre adquirir o maior número de obras de reconhecida utilidade escritas nos idiomas português e francês. Bem como os principais jornais publicados em Portugal e no Brasil.

Fundado em 1863 pelo comendador Manuel Joaquim Rodrigues, o Gabinete Português de Leitura de Salvador obedece ao estilo neomanuelino e foi idealizado pelo arquiteto português Alberto Borelli.O prédio tem três fachadas: uma para a Praça da Piedade, outra para a rua Direita da Piedade e outra para a Avenida Joanna Angélica.

Fonte: Tribuna da Bahia

Morten Harket – Início da turnê brasileira

No dia 22/09/2012, Morten vai estar iniciando a etapa Sulamericana da turnê do “Out of My Hands” seu mais novo álbum, lançado neste ano (inclusive no Brasil).

Aproveitando a ocasião, portais nacionais publicaram entrevistas realizadas com o músico norueguês:

O Portal G1 divulgou uma entrevista com o Morten:

G1 – O que espera da turnê?
Morten HarketEu espero encontrar as pessoas que conheci no Brasil. Eu fui ao Brasil muitas vezes em 25 anos. Estive aí há seis meses e fiz um documentário para o CD. Tive a chance de passar uns dias de folga. Agora, estou voltando com minha banda, ótima. É a que tocava com o A-ha. Eles conhecem os fãs. Só tenho um cara novo, o guitarrista.

G1 – Dei uma lida nos seus setlists e ‘Take on me’ sempre fecha o show. Por quê?
Morten Harket – Por que você acha que faço isso? São razões óbvias. Não é apenas uma canção, é um ícone. A música significa coisas diferentes para cada pessoa. Mais do que qualquer outra música que canto, ela tem uma conexão forte com todos. É um ícone do pop. É natural deixá-la para o fim, não sempre, mas geralmente. Dura três minutos para que eu a cante… Então, eu canto, porque é algo que a maioria quer ouvir. Outros não querem mais ouvir, mas é uma escolha minha.

G1 – Por mais que seja a mesma banda de apoio, o que muda quando canta músicas do A-ha sem os outros dois membros do A-ha?
Morten Harket –
Há diferenças, claro. Mas o A-ha não é apenas formado pela relação entre eu, Magne e Paul. As pessoas me conheceram por meio do A-ha. O que fiz com a banda faz parte da minha vida. É uma das maiores partes da minha vida e eu sou grande parte do que a banda foi. É natural cantar músicas do A-ha. O ideal seria, em algumas partes, poder chamar Paul e Magne para tocarem comigo. Mas não é possível hoje. Não tocar A-ha seria sem sentido. E apenas tocar A-ha também seria…

G1 – Quando penso na sua voz, penso em falsetos. Como faz para se manter afinado depois de mais de 50 anos?
Morten Harket –
Eu não faço nada de diferente. A voz é parte de mim. Não é necessário ter um cuidado especial. Não tenho notado grandes sinais de mudança em minha voz.

G1 – A-ha vendeu mais de 40 milhões de CDs. Você se importa com cifras?
Morten Harket –
Eu me importo em chegar às pessoas. Não são apenas números, mas o significado deles, o nível de alcance. Quando você atinge pessoas, então se comunica de forma abrangente. Mas a tentativa de falar para muita gente não pode fazer com que você perca sua identidade, claro.

G1 – Quais as chances de uma volta do A-ha?
Morten Harket –
O A-ha acabou. Não há planos. Quando acabamos, não tem volta. Não gosto de especular, mas não digo “nunca”. Não paramos com intuito de voltar em breve.

G1 – Com o A-ha, você tocou para até 200 mil no Brasil. Agora, cantará para cinco a dez mil pessoas em média. O que pensa sobre essa mudança?
Morten Harket –
Não é algo novo para mim. Em muitas noites tocamos para 10 mil pessoas, mas há momentos em que tocamos para 200 mil pessoas, algo colossal, como no Rio. São experiências bem diferentes.

G1 – Na sua opinião, qual nova banda tem o mesmo papel e importância do A-ha? Qual grupo poderíamos dizer que é o ‘novo A-ha’?
Morten Harket –
Não, eu acho que não consigo escolher… Deixo esse tipo de coisa para vocês jornalistas. Bandas como Coldplay e Keane fazem ótimos shows e discos: pegam um pouco do A-ha, e levam para o estilo deles. Eles carregam um pouco o nosso legado. Eu me encontro com os rapazes do Coldplay algumas vezes, aqui e ali. Eles são bons rapazes e sabem o que estão fazendo, ao mesmo tempo que não sabem. Gosto da postura deles.

Outras entrevistas:

Na entrevista para Revista RollingStone Brasil, Morten faz uma curiosa revelação sobre a sua forma de compor:

Toda a minha pessoa é bem ‘inglesa’, tenho uma mente internacional”. “Não me identifico compondo em norueguês. Não penso em norueguês nunca quando estou compondo”. “Foi assim que eu aprendi a amar música. Música da Inglaterra e Estados Unidos, majoritariamente, mas música internacional em geral. É minha segunda língua e foi como me tornei artista. O a-ha  foi direto para a Inglaterra, a gente nunca nem discutiu ir para outro lugar.”

A matéria completa encontra-se disponível no site:  RollingStone Brasil

Para o Jornal O Dia do Rio de Janeiro, ele enfatiza a sua relação com o Brasil:
“Nós no A-ha sempre amamos tocar no Brasil e agora que eu estou com a minha turnê solo é natural que eu queira ir aí. Tenho um relacionamento longo com o Brasil”.

E sobre o a-ha, ele diz que:
 “Nossas vidas são muito ricas em experiências que a gente dividiu. Fizemos tanta coisa juntos: vendemos tantos álbuns, fizemos tantos shows. Foram 25 anos e vimos que era a hora certa para cada um de nós investir energia em outras coisas”. “Ainda não tive nem chance de sentir falta do A-Ha. Quero me conectar a quem eu sou”.

Morten Harket no Brasil

Rio
Quando:
22 de setembro, às 22h
Onde: Citibank Hall – Av. Ayrton Senna, 3000, Barra da Tijuca
Ingressos: R$ 160 a R$ 250 pelo site Tickets for Fun

Belo Horizonte
Quando:
23 de setembro, às 21h
Onde: Chevrolet Hall – Av. Nossa Senhora do Carmo, 230, Savassi
Ingressos: R$ 150 a R$ 250 pelo site Tickets for Fun

São Paulo
Quando: 26 de setembro, às 21h30
Onde: Credicard Hall – Av. das Nações Unidas, 17955, Santo Amaro
Ingressos: R$ 180 a R$ 280 pelo site Tickets for Fun

Clique aqui para mais informações sobre o show.

V CNA – Programação dos Eventos Paralelos

Conheçam a programação dos Eventos Paralelos programados para o V Congresso Nacional de Arquivologia, que será realizado entre os dia 01 e 05 de outubro, em Salvador/BA.

I ENCONTRO NACIONAL DE ARQUIVOS PRIVADOS

Coordenadores: Roberta de Jesus Sanatana (GTAP) e Renata Soraya Bahia de Oliveira (LEV/UCSAL)

Confira a programação desse evento paralelo aqui

 

III ENCONTRO NACIONAL DE ARQUIVOS AUDIOVISUAIS, ICONOGRÁFICOS, SONOROS E MUSICAIS

Organizadores: Marcelo Nogueira de Siqueira (Arquivo Nacional), Andre Malverdes (UFES) e Pablo Sotuyo Blanco (UFBA)

Confira a programação desse evento paralelo aqui

 

III ENCONTRO NACIONAL DE ARQUIVOS DO 3º SETOR

Coordenador: Flávio Leal da Silva (UNIRIO) e Fernanda da Costa Monteiro Araujo (UNIRIO)

Confira a programação desse evento paralelo aqui

 

III ENCONTRO NACIONAL DE ARQUIVOS MÉDICOS

Coordenador: Gillian Queiroga
Confira a programação desse evento paralelo aqui

 

IV ENCONTRO DE ARQUIVOS DO PODER LEGISLATIVO

Coordenador: Welder Antonio Silva (Assembléia Legislativa – MG)

Confira a programação desse evento paralelo aqui

 

IV SIMPÓSIO MEMÓRIAS DA DITADURA

Coordenador: Marcelo Nogueira de Siqueira (Arquivo Nacional – RJ)

Confira a programação desse evento paralelo aqui

 

VI ENCONTRO DE ARQUIVOS PÚBLICOS MUNICIPAIS

Coordenador: Marcos Rabelo (AARQUES- ES) e Beatriz Kushnir (Arquivo Geral da cidade do Rio de Janeiro)

Confira a programação desse evento paralelo aqui

 

III ENCONTRO NACIONAL DE DOCUMENTAÇÃO DO SETOR ENERGÉTICO

Coordenador: Daniel Beltran (Eletrobrás)

Confira a programação desse evento paralelo aqui

 

III ENCONTRO NACIONAL DE ARQUIVOS DO SETOR FINANCEIRO

Coordenador: Vívian Helena Ferreira Santiago Carnetti

Confira a programação desse evento paralelo aqui

 

VII ENCONTRO DE PALEOGRAFIA E DIPLOMÁTICA

Coordenador: João Eurípedes Franklin Leal (UNIRIO/CONARQ – RJ) e Marcelo Nogueira de Siqueira (Arquivo Nacional – RJ)

Confira a programação desse evento paralelo aqui

 

PAINEL INTERPARES

Organizadora: Cláudia Lacombe Rocha (Arquivo Nacional)

Confira a programação desse evento paralelo aqui

 

I ATIVO DE EMPREENDEDORISMO E INOVAÇÃO EM ARQUIVOLOGIA

Organizador: Charlley Luz (Founder da Feed Consultoria – SP)

Confira a programação desse evento paralelo aqui

 

I REUNIÃO DOS ARQUIVOS DO MINISTÉRIO PÚBLICO

Organizadores: Joao Tiago Santos (MPT- Salvador/BA) e Aloisio Ramos (MPE – Salvador/BA)

Confira a programação desse evento paralelo aqui

 

I REUNIÃO DOS ARQUIVISTAS DAS INSTITUIÇÕES FEDERAIS DE ENSINO SUPERIOR

Coordenador: Renato Motta (UFRPE- Recife/PE)

Confira a programação desse evento paralelo aqui

 

II REUNIÃO DO FÓRUM NACIONAL DE ENSINO E PESQUISA EM ARQUIVOLOGIA

Coordenadores: Aurora Freixo (UFBA-Salvador/BA) e José Maria Jardim (Unirio/ Rio de Janeiro – RJ)

Confira a programação desse evento paralelo aqui

 

III FÓRUM NACIONAL DOS ESTUDANTES DE ARQUIVOLOGIA

Organizador: Marcello França Furtado (ENEA- ES)

Confira a programação desse evento paralelo aqui

 

VI REUNIÃO DE ARQUIVOS JUDICIAIS DO BRASIL

Coordenadores: Gilberto Cardoso (TJ-RJ), Tassiara Jaqueline Fanck Kich(TJ-RS) e Manoel Pedro de Souza Neto (TJ-AM)

Confira a programação desse evento paralelo aqui

Jon Anderson em Salvador – Está chegando a hora!

Jon Anderson é uma das vozes mais marcantes do rock progressivo e responsável por sucessos como Close to the Edge, Awaken, I’ve Seen All Good People, Roundabout e Owner Of A Lonely Heart. À Frente do Yes, Anderson vendeu mais de 50 milhões de álbuns ao redor do mundo e se consolidou como um dos ícones do rock progressivo dos anos 60 e início dos 70.

Com uma proposta intimista, Anderson subirá ao palco sozinho e soltará sua voz inconfundível. Sempre se revezando entre o teclado e o violão, ele tocará músicas do Yes e de suu carreiro solo em versões que visam envolver o público em uma atmosfera encantadora e de paz.

Com mais de 40 anos de carreira entre o Yes e seus outros projetos, Anderson gravou mais de 30 discos e fez parcerias com o músico grego Vangelis (entre os trabalhos mais expressivos estão à música tema do filme Carruagens de Fogo e a trilha sonora de Blade Runner), Mike Oldfield (músico inglês que vendeu mais de 18 milhões de cópias com o disco Tubular Bells) e até com o cantor brasileiro Milton Nascimento, em músicas como Amor Real e Estrelada.

Sobre Jon Anderson

A voz inconfundível e força criativa da banda Yes. Anderson é o autor e maior influência criativa da série de sucessos produzida pelo Yes. É a principal cabeça atrás das peças Close to the Edge, Awaken e, especialmente, The Gates of Delirium. Além disso, Anderson é co-autor dos maiores hits do grupo, como I’ve Seen All Good People, Roundabout, e Owner Of A Lonely Heart. Jon nasceu em Accrington, na Inglaterra, e seu nome de batismo é John Roy Anderson. Seus pais, Albert e Kathleen Anderson, vêm de uma família irlandesa.

Artigos publicados na Bahia:

Tribuna da Bahia

Globo FM Bahia

Bahia Acontece

*Correio

A Tarde

Balada SSA

Vídeo:

Youtube Jon Anderson em Salvador

Mais sobre Jon Anderson:

Arquivo Jon Anderson

Data: 19/09/2012

Horário: 21:00

Valor: R$ 180 (de A a W), R$ 140 (X a Z-8) e: R$ 80 (Z9 a Z11) – inteira (40% de desconto para Clube Correio)

Ingressos à venda nas bilheterias do TCA e postos de vendas do SAC Barra e Iguatemi

  • Teatro Castro Alves, todos os dias das 12:00 às 18:00 para venda antecipada de ingresso, ou para venda de ingresso para as programações do dia, até 15 minutos antes do início dos espetáculos. Contato: (71) 3117-4899
  • SAC do Shopping Barra, de segunda a sexta das 12:00 às 17:30 e aos sábados das 08:00 às 12:30. Contato: (71) 3264-5955
  • SAC do Shopping Iguatemi, de segunda a sexta das 12:00 às 18:30 e aos sábados das 08:30 às 12:30. Contato: (71) 3450-5922

Simple Plan em Salvador

No próximo dia 14 de outubro, a cidade recebe a apresentação dos canadenses da Simple Plan. Os fãs da banda de pop punk podem comemorar e esperar um repertório marcado por sucessos do grupo, como “Perfect”, “Crazy”, “Addicted”, “Welcome to My Life” e “When I’m Gone”.

O show na capital baiana acontece no Bahia Café Hall, a partir das 18 horas.Desde sua formação, no ano de 1999, o Simple Plan já vendeu quase 4 milhões de álbuns nos EUA e Canadá e mais de 7,5 milhões de álbuns ao redor do mundo. Agora, a banda está de volta com o seu 4º disco de estúdio “Get Your Heart On!” (“Coloque o seu coração!”), numa turnê mundial, tendo o Brasil e Salvador na rota de shows.”Estamos muito orgulhosos desse trabalho e acho que nossos fãs irão adorar”, disse o vocalista do Simple Plan, Pierre Bouvier, sobre o quarto disco da banda.Em uma carreira relativamente curta, a banda já acumula sucessos: “Jet Lag”, “I’d do Anything”, “Addicted” e “Perfect”, do álbum de platina duplo “No Pads, No Helmets… Just Balls”; “Welcome to My Life” e “Untitled (How Could This Happen to Me?)”, do álbum “Still Not Getting Any…”, de 2004; e “When I’m Gone” e “You Love is a Lie”, do álbum “Simple Plan”, de 2008.

Simple Plan é formada por Pierre Bouvier (vocais), Chuck Comeau (bateria e backing vocais), David Desrosiers (baixo e backing vocais), Sebastien Lefebvre (guitarra e backing vocais), Jeff Stinco (guitarra solo). A última vez que a banda se apresentou no Brasil foi no Festival SWU, em novembro de 2011, em Paulínia, interior de São Paulo.

A apresentação em Salvador faz parte da atual turnê da banda pelo Brasil, que passará por Fortaleza, no dia 13 de outubro, Brasília, no dia 16, Rio de Janeiro, no dia 17, e por São Paulo, no dia 18. Os ingressos para o show de Salvador já estão à venda na Ticketmix.

Data: 14 de outubro
Horário: 
18h
Show de Abertura: Banda Eva
Valores de Ingressos (primeiro lote promocional)

  • R$ 60 (pista)
  • R$ 80 (Área Vip)
  • R$ 125 (Camarote Open Bar – água, refrigerante, cerveja, vodka)

Fonte: Bahia Café Hall

 

%d blogueiros gostam disto: