a-ha e Coldplay: Covers no Groove Bar (Salvador)

Kertész doa o seu arquivo à Academia de Artes de Berlim

O escritor húngaro Imre Kertész, prêmio Nobel da Literatura em 2002, doou os seus arquivos literários à Academia de Artes de Berlim naquilo a que as autoridades alemãs consideram “um gesto de confiança e de reconciliação” deste sobrevivente do Holocausto.

“Imre Kertész é ao mesmo tempo uma testemunha e uma voz literária contra o esquecimento”, sublinhou o ministro da Cultura alemão, Bernd Neumannn, em comunicado citado pela France Press.

“É um gesto comovente de confiança e de reconciliação que Imre Kertész, como sobrevivente do Holocausto, dê a sua obra excecional a uma academia da capital alemã”, afirmou.

Os arquivos literários do escritor, que vive em Berlim, integram vários manuscritos de romances, cadernos de notas, ensaios, discursos, correspondência com editores, revistas e instituições.

Imre Kertész, de 83 anos, nasceu numa família judia de Budapeste. Foi deportado em 1944, quando tinha 15 anos, para Auschwitz e depois para Buchenwald. Foi libertado em 1945. A experiência nos campos de concentração atravessa toda a sua obra, desde o primeiro livro, ‘Sem Destino’, publicado em 1975.

Esta semana o autor anunciou que ia deixar a escrita por considerar que já não tem mais nada a dizer sobre este assunto: “Já não quero escrever. A obra que está tão relacionada com o Holocausto está concluída para mim”, explicou.

Em Fevereiro deste ano, Imre Kertész deu uma entrevista ao jornal ‘Le Monde’ na qual falava sobre o envelhecimento: “Estou doente. (…) Uma das consequências de eu estar a tomar medicação é que não morri, como seria de esperar, mas faltam-me frequentemente as palavras”. Disse-o com humor, como um aviso à jornalista que o entrevistava.

Fonte: Diário de Notícias

Goiás é o campeão da 2ª divisão!

Sobe

O alviverde goiano conquista pela 2ª vez o título da Série B. A primeira vez foi em 1999, e após 13 anos, o Goiás volta a 1ª divisão com uma grande campanha. Foram 78 pontos conquistados, com 23 vitórias, 9 empates e apenas 6 derrotas.

O Criciúma ficou em 2º lugar com 73 pontos, seguido por Atlético-PR, Vitória-BA e São Caetano com 71 pontos. A equipe paulista ficou de fora no principal critério de desempate, o número de vitórias. Nessa hora, a equipe do São Caetano deve lamentar profundamente o pênalti desperdiçado no jogo anterior contra o Goiás, que o colocaria a frente dos rubro-negros. Como os seus adversários não tem nada haver com isso, fizeram o seu papel dentro de campo e asseguraram o retorno a elite do futebol.

O Atlético teve pela frente o rival Paraná, e em um jogo nervoso e bastante disputado, conseguiu segurar o empate em 1×1, garantindo a 3ª posição.

Já o Vitória, que chegou a disparar na liderança da competição, sendo apontado como o favorito ao título, voltou a fazer uma partida ruim em seus domínios. Diante de um Barradão completamente lotado, o Vitória não conseguiu derrotar o desestruturado Ceará. A torcida rubro-negra fez o seu papel, lotou o estádio para empurrar o Leão, e merecia um resultado melhor. O jogo terminou 1×1 e a euforia tomou conta da torcida, que festeja o retorno a 1ª divisão após duas temporadas.

Desce

Já na parte de baixo da tabela, o Guaratinguetá venceu o já eliminado Barueri pelo placar de 2×1. Com esse resultado, a equipe se livrou do rebaixamento para a série C, já que a equipe do Guarani, mesmo jogando em casa, perdeu para o São Caetano por 2×1, amargando mais um rebaixamento em sua trajetória.

O Guarani, que já foi campeão brasileiro da 1ª divisão e considerado melhor equipe do interior paulista, vive talvez a sua maior crise. Outra equipe que tentou, mas não conseguiu evitar o rebaixamento foi o CRB. Apesar da vitória diante o rival ASA pelo placar de 4×2, na casa do adversário, ficou a 1 ponto do Guaratinguetá. O outro resultado que poderia favorecer a equipe alagoana não aconteceu. O Bragantino derrotou o Boa Esporte por 3×0 em casa e se manteve na série B.

Arquivo Público Mineiro disponibiliza na internet documentos da ditadura militar

Da Agência Minas

O Arquivo Público Mineiro (APM), órgão que integra a Secretaria de Estado de Cultura, está disponibilizando ao internauta, por meio do Sistema Integrado de Acesso à Internet, documentos públicos produzidos entre 1927 e 1982 pelo Departamento de Ordem Política e Social de Minas Gerais (DOPS/MG), referentes à história política e social do Estado e do país.

No acervo, estão relatórios policiais, depoimentos, análises periciais, processos judiciais, jornais, fotografias e outros documentos que servem como fonte inédita de pesquisa sobre a história republicana brasileira no período Vargas e no regime militar. Todo esse material também se encontra disponível para consulta física no APM.

Dois certificados do Registro Memória do Mundo foram dados ao acervo, o que salienta a importância do material: o certificado de inscrição do Fundo Rede de Informação e Contrainformação do regime militar no Brasil e o certificado de incorporação do Fundo Rede de Informação e Contrainformação do regime militar no Brasil.

A disponibilização do acervo do DOPS/MG em meio digital vem alinhada à proposta da Secretaria de Estado de Cultura de democratizar o acesso à informação pública, ao possibilitar ao cidadão a consulta de registros que o ajudem a reconstruir sua própria história.

Trabalho meticuloso na digitalização – A organização dos 98 rolos de microfilmes onde se encontrava a documentação exigiu um trabalho meticuloso da equipe do Arquivo Público Mineiro. Os técnicos executaram ações de digitalização e gravação em CDs e fitas de preservação.
Depois da organização desses documentos no acervo da instituição, foi criado um banco de dados contendo, discriminadas, 5.489 pastas com cerca de 250 mil imagens para consulta.
Uma parcela dessa documentação foi classificada como de “acesso restrito”, por se tratar de informações referentes à vida privada de terceiros, com dados de cunho íntimo. Caso haja necessidade de consulta a essa documentação, o cidadão deve apresentar um requerimento protocolado.
Em junho de 2002, o Arquivo Público Mineiro e o Departamento de História da Universidade Federal de Minas Gerais, representado pelo Projeto República, começaram o trabalho de organização dessa documentação oriunda do DOPS/MG.

Prevenção e repressão – Em 1927, foi criada a Delegacia de Segurança Pessoal e Ordem Pública Social, que oferecia serviços de polícia política ao Estado de Minas Gerais. Entre as funções do órgão estavam a manutenção da ordem pública, a garantia dos direitos individuais e a investigação de crimes contra a vida e a integridade física.
Após a sua extinção, em 1931, as atribuições relacionadas à investigação e repressão ao crime político foram repassadas para a Delegacia de Ordem Pública (DOP), que, por sua vez, originou o DOPS/MG, em 1956.
O Departamento de Ordem Política e Social de Minas Gerais tinha como papel a prevenção e repressão dos delitos de cunho político-social, além de fiscalizar a fabricação, o comércio e o uso de armas, munições, explosivos e produtos químicos. Era também tarefa do DOPS fiscalizar as estações ferroviárias, rodoviárias e aeroportos e expedir salvos-condutos em caso de guerra.

Na década de 1970, os arquivos do DOPS/MG foram transferidos para a extinta Coordenação Geral de Segurança (COSEG), órgão da Polícia Civil de Minas Gerais. Pela Constituição Mineira de 1989, essa documentação deveria ficar sob a guarda do Arquivo Público Mineiro.
No entanto, somente em 1998, após a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) na Assembleia Legislativa, o APM recebeu a documentação do extinto DOPS. Foram entregues 98 rolos de microfilmes, uma vez que os documentos originais haviam sido incinerados em 1982, segundo alegação da Coordenação Geral de Segurança.

Rick Wakeman faz 3 shows no Brasil em novembro

Depois de Jon Anderson, outro grande nome do rock progressivo volta a se apresentar pelo Brasil. Trata-se do fenomenal Rick Wakeman. O ex-tecladista do Yes vai se apresentar em Porto Alegre dia 20/11/2012 no Teatro Bourbon às 21h e duas apresentações no dia 21/11/2012 no Teatro Bradesco em São Paulo. Em São Paulo, o primeiro show está marcado para as 21h e o segundo às 23h.

Além do Brasil, o músico vai levar seu show para a Argentina e o Chile.

20/11 – Porto Alegre –  Teatro Bourbon +55 (51) 8401-0555
21/11 – São Paulo –  Teatro Bradesco +55 (011) 4003-1212
23/11- Santiago (Chile)  Teatro Caopolican +56 (02) 690-2000
25/11 – Rosário (Argentina) – Teatro El Circulo +54 5237-7200
29 e 30/11 Buenos Aires (Argentina) – Teatro Gran Rex +54 5237-7200

Para saber mais sobre o extenso currículo de Rick Wakeman, basta acessar o site http://www.rwcc.com/

Lançamento da décima edição da revista Fraude

Acontece no dia 23 de novembro, sexta-feira, o lançamento da décima edição da revista Fraude, às 19h, no Largo Pedro Archanjo – Pelourinho. O evento, aberto ao público, contará com a participação das bandas Sertanília (http://soundcloud.com/sertanilia) e Tabuleiro Musiquim (http://soundcloud.com/tabuleiromusiquim) e não esqueçam: as revistas são gratuitas!

De periodicidade anual, a Fraude é inteiramente produzida por 12 estudantes-bolsistas do Programa de Educação Tutorial da Faculdade de Comunicação da UF

BA (Petcom). Ao longo de suas 44 páginas em preto e branco, a Fraude é uma publicação laboratorial que trata de temas como cinema, mídia, música, tecnologia, literatura, teatro, dança e comportamento.

Este ano, a Fraude foi considerada a melhor revista laboratorial do país, segundo o prêmio Exposição da Pesquisa Experimental em Comunicação (Expocom). Para ter acesso às publicações anteriores, é só acessar o link:

IV Seminário A Urbanização de Salvador em três tempos

Encontro tem entrada gratuita e vagas limitadas

A quarta edição do Seminário A urbanização de Salvador em três tempos: Colônia, Império e República acontece entre os dias 20 a 23 de novembro de 2012, das 14h às 19h. O encontro, promovido pelo Instituto Geográfico e Histórico da Bahia com o apoio da Secretaria de Comunicação do Estado, vai reunir pesquisadores de diversas áreas para discutir as facetas da evolução histórica da cidade.

Dentre os temas a serem discutidos estão a Igreja do São Francisco, Casa Pia e Colégio dos Órfãos de São Joaquim, os lugares dos terreiros de Candomblé em Salvador, A Modernização do Porto na Primeira República, Direito à calçada – o espaço e o pedestre, além de Mobilidade a pé na capital baiana.

No encerramento do seminário acontece o lançamento dos livros Dois séculos de pensamento sobre a cidade, de Pedro de Almeida Vasconcelos e História da Saúde na Bahia: instituições e patrimônio arquitetônico (1808 – 1958) organizado por Christiane Maria Cruz de Souza e Maria Renilda Nery Barreto.

A inscrição é gratuita pelo e-mail seminario@ighb.org.br. Mais informações no site www.ighb.org.br

O que: IV Seminário A Urbanização de Salvador em três tempos
QUANDO: 20 a 23 de novembro de 2012, das 14 às 19h
ONDE: Auditório do Instituto Geográfico e Histórico da Bahia (Avenida Sete de Setembro,94 A -Piedade)
INFORMAÇÕES: www.ighb.org.br – 3329-4463
INSCRIÇÕES: E-mail seminario@ighb.org.br

(enviar NOME COMPLETO/ENDEREÇO/TEL/EMAIL)

Doação de fraldas geriátricas – a ser entregue no dia da abertura do Evento

%d blogueiros gostam disto: