III Edição do Festival Lado BA

A III edição do Festival Lado BA traz para Salvador, nos próximos dias 09 e 10 de novembro, no Cine Teatro Solar Boa Vista, em Brotas, sempre às 21h, alguns dos principais nomes da música contemporânea brasileira, mesclando com atrações do cenário alternativo de Salvador. Os ingressos saem a R$20 (inteira) e R$10 (meia).

No primeiro dia de festival, na sexta-feira, o evento recebe com destaque o paulista Curumin, músico com sólida carreira na Europa e nos Estados Unidos, que lançou em 2012 o seu terceiro disco, ‘Arrocha’, escolha certa nas listas de melhores álbuns nacionais do ano. A abertura do Lado BA traz ainda o duo brasileiro/argentino Finlândia, que mistura elementos da música eletrônica com ritmos tradicionais dos dois países, como tango, milonga, baião e ciranda.

Completam a lista de atrações da noite de abertura duas atrações baianas. Uma delas é o Bemba Trio, formado por Russo Passapusso e Fael 1º, além do DJ Raiz, que mistura sonoridades brasileiras ao som dos soundsystem jamaicanos. Quem fecha a primeira noite do Lado BA é o grupo Radio Mundi, projeto de Jorge Dubman e Emanuel Venâncio, nas baterias, DJ Mangaio, nos sintetizadores e programações, Adamo, na guitarra, além de Vince de Mira, nos vocais.

Bandas Nordestinas Na segunda noite do Lado BA, ganham destaque o Cidadão Instigado (CE/SP), grupo liderado por Fernando Catatau, e um dos mais celebrados músicos e produtores do País. A outra atração nordestina do sábado (10) é a Orquestra Contemporânea de Olinda, big band que foi destaque no The New York Times, atualizando para o mundo tradicionais sons pernambucanos como o frevo. Os olindenses lançam segundo disco, ‘Pra Ficar’, que teve produção de Arto Lindsay.

Dois artistas baianos fecham a programação do sábado. A primeira delas é o Coletivo di Tambor, grupo idealizado pelo percussionista Mamá Soares que tem a percussão como base, misturando ritmos globalizados. E quem fecha a grade é a sanfoneira Lívia Mattos, artista que faz parte da banda do cantor Chico César, apresentando seu trabalho solo onde combina a sua sanfona com influências regionais e cosmopolitas da música brasileira, mesclando sons como ska e rockabilly a ritmos populares.

Veja a grade completa do Lado BA – Ano III:

Dia 09 de novembro (sexta-feira)
Atrações – Radio Mundi (BA), Finlândia (BRA-ARG), Curumin (SP) e Bemba Trio (BA).
Onde – Cine Teatro Solar Boa Vista, Engenho Velho de Brotas, Salvador.
Preço – R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia).

Dia 10 de novembro (sábado)
Atrações – Livia Mattos (BA), Coletivo di Tambor (BA), Cidadão Instigado (CE/SP), Orquestra Contemporânea de Olinda (PE)
Onde – Cine Teatro Solar Boa Vista, Engenho Velho de Brotas, Salvador.
Preço – R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia).

Fonte: iBahia

Seminário Integrador – O Ministério Público e os Objetivos do Milênio: educação, saúde e respeito aos direitos Humanos como bases para um desenvolvimento sustentável

III Semana Baía de Todos os Santos

Gabinete Português promove leituras públicas de livros

Iniciativa integra III Semana Baía de Todos os Santos

A terceira edição da Semana Baía de Todos os Santos, promovida pelo Gabinete Português de Leitura, terá início na sexta-feira (26 de outubro), às 10h, com a abertura da exposição “Naufrágios na Baía de Todos os Santos”.

Com programação aberta ao público, a novidade deste ano fica por conta da leitura pública de livros sobre a BTS, que reunirá autores e leitores, na Biblioteca do Gabinete, entre os dias 29 a 31 de outubro, das 17h às 18h.

Ao invés de palestras temáticas, o escritor senta-se numa mesa com o seu livro e faz uma apresentação informal, destacando trechos representativos, sempre com a interação do público, permitindo um exercício literário, filosófico, científico e técnico na apreciação do conteúdo da obra.

No dia 29, o professor engenheiro José Góes de Araujo fará a leitura do livro “Naufrágios e Afundamentos na Costa Brasileira”, com base no qual está organizada a mostra.  No dia 30, o livro será “Bahia de Todos os Santos” e a leitura será feita pelo professor e engenheiro Sérgio Faria. Já no dia 31, o professor engenheiro Adinoel Motta Maia lerá trechos de “A Cruz dos Mares do Mundo” e discutirá algumas questões relativas à BTS, tais como a da verdadeira posição da sua barra e do local onde Gonçalo Coelho desembarcou no momento da sua descoberta, além da proposta desse romance, referente a uma nova disciplina científica, a Psíquica, com estudo de caso realizado numa personagem protagonista.

 

Sobre a exposição “Naufrágios na Baía de Todos os Santos”:

A mostra é baseada no livro “Naufrágios e Afundamentos na Costa Brasileira” do engenheiro e professor José Góes de Araújo, onde o público irá conhecer, através de um grande mapa horizontal, os pontos exatos onde ocorreram os naufrágios, assim como as datas, navios e suas bandeiras (países de origem).  Na ocasião, o engenheiro falará sobre os aspectos históricos, geográficos e técnicos desses naufrágios como, por exemplo, os referentes aos diversos barcos holandeses afundados em batalhas navais, ocorridas no século XVII.

Programação:

 

  • 26 de outubro, às 10h, abertura da exposição “Naufrágios na Baía de Todos os Santos
  • 29, 30 e 31 de outubro, das 17 às 18 horas – Leituras públicas de livros sobre a Baía de Todos os Santos
  • 1º de novembro, às 8h, na Igreja de São Pedro – Missa em Ação de Graças a Todos os Santos

 

Gabinete Português de Leitura

Praça da Piedade, S/N

Tel. 71 3329 2733

V Seminário “A Preservação da Herança Audiovisual”

Em comemoração ao dia mundial da preservação da herança audiovisual o Arquivo Nacional promove seminário reunindo especialistas de diversas instituições brasileiras.

Programação

29/10 – Segunda-feira

09:30 às 12:00 – Debate sobre formação profissional em preservação audiovisual

Abertura: Jaime Antunes da Silva (Diretor-geral do Arquivo Nacional)

Mediador: Marcelo Nogueira de Siqueira (Coordenador de Documentos Audiovisuais e Cartográficos do Arquivo Nacional)

Sergio Albite (Professor de Arquivologia da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro- UniRio)

Rafael de Luna (Professor de Cinema e Audiovisual da Universidade Federal Fluminense – UFF)

Hernani Heffner (Membro da Associação Brasileira de Preservação Audiovisual – ABPA e do Centro de Pesquisadores do Cinema Brasileiro)

14:30 às 17:00 – Exibição do filme O homem que virou suco, de João Batista de Andrade

Após a exibição haverá palestras sobre a restauração dos filmes “O Homem que Virou Suco” e “A Hora da Estrela”

Myrna Brandão – (presidente do Centro de Pesquisadores do Cinema Brasileiro – CPCB)

Francisco Moreira – (coordenador do Departamento de Restauração de Matrizes do Labocine)

30/10 – Terça-Feira

09:30 às 12:00 – Debate sobre preservação e conservação de imagens em movimento

Mediador – Carlos Fabio (Especialista da Coordenação de Documentos Audiovisuais e Cartográficos do Arquivo Nacional)

Francisco Moreira (Coordenador do Departamento de Restauração de Matrizes do Labocine)

Antonio Laurindo (Supervisor da Equipe de Imagens em Movimento da Coordenação de Arquivos Audiovisuais e Cartográficos do Arquivo Nacional)

Carlos Brandão (Representante do Centro de Pesquisadores do Cinema Brasileiro – CPCB)

14:30 às 17:00 – Exibição do filme A hora da estrela, de Suzana Amaral e Alfredo Oroz

Antes da exibição haverá uma homenagem ao Centro de Pesquisadores do Cinema Brasileiro, representado por sua presidente, Myrna Brandão

Serão fornecidos certificados de participação, totalizando 10 horas de atividades.

Local: Arquivo Nacional (auditório principal): Praça da República, 173 – Centro – Rio de Janeiro
Informações: 2179-1273 – pi@arquivonacional.gov.br; ascom@arquivonacional.gov.br

II Colóquio Ofício do Historiador

A Faculdade São Bento da Bahia – FSBB e o Núcleo de Pesquisa em Estudos Culturais – NPEC os convidam a participar do II COLÓQUIO OFÍCIO DO HISTORIADOR: Os Estudos Culturais e a Pesquisa em História

Inscrição nos Blogs

http://cahrablog.blogspot.com.br/2012/10/blog-post.html

http://npeculturais.blogspot.com.br/p/ii-coloquio-oficio-do-historiador.html

Brasil tem 3 clubes no top cem de ranking de maior média de público

O futebol brasileiro tem três representantes no levantamento da empresa Pluri Consultoria sobre os clubes com maior média de público no mundo neste ano. Dois (Corinthians e Bahia) jogam na primeira divisão, enquanto o outro (Santa Cruz) está atualmente na terceira.

O trio, no entanto, está fora do top dez do ranking. O Santa Cruz é o brasileiro mais bem posicionado, na 39ª colocação, com média de 36,9 mil torcedores por jogo. Depois vem o Corinthians, em 65º, com 29,4 mil, e o Bahia, 100º, com 22,7 mil.

O líder do ranking é o alemão Borussia Dortmund, bicampeão nacional, com média de 80,6 mil pessoas por jogo e índice de 100% de ocupação de seu estádio.

Outro clube com índice de 100% de ocupação de seu estádio é o Bayern de Munique, quinto colocado, com média de 69 mil torcedores.

Dos outros nove clubes presentes no top dez, apenas um não é europeu: o América do México, com média de 53,8 mil torcedores por jogo e a nona colocação.

A Alemanha é a campeã de times entre os cem primeiros: são 22 clubes. A Inglaterra tem 20 e a Espanha, 12. A Itália tem seis times.

Na média, os três clubes brasileiros no top-100 têm 66,3% de ocupação de suas arenas.

Entre as 200 maiores médias de público, mais seis brasileiros entram na lista: São Paulo (112º; 21,5 mil), Flamengo (135º; 19 mil), Internacional (143º; 18,2 mil), Coritiba (147º; 18,1 mil), Vasco (172º; 16,9 mil) e Grêmio (184º,; 16,4 mil).

Dia do Arquivista

Parabéns a todos os Bacharéis em Arquivologia do Brasil!

%d blogueiros gostam disto: