“Revolta dos Búzios 219 anos – uma história de Igualdade”

Também conhecida como Inconfidência Baiana, Revolta dos Alfaiates ou Conjuração Baiana, a Revolta dos Búzios aconteceu em 1798 na capitania da Bahia para se libertar da Coroa Portuguesa. O movimento teve caráter popular e também defendia o fim da escravidão, um governo republicano e democrático, livre comércio e abertura dos portos.

A revolta ficou assim conhecida pelo fato de alguns revoltosos usarem um búzio preso a uma pulseira para facilitar a identificação. Na quinta-feira (10), o Arquivo Público do Estado da Bahia realizará o Conversando com o Pesquisador com o tema “Revolta dos Búzios 219 anos – uma história de Igualdade”.

A atividade começará às 14h30, no auditório da unidade que é vinculada à Fundação Pedro Calmon/SecultBA, na Ladeira de Quintas, e será ministrada pelo Mestre em Direito Público pela Universidade de Brasília, presidente do Olodum, produtor cultural, poeta, escritor e colunista do jornal A Tarde, João Jorge Rodrigues.

Durante o evento, acontecerá o lançamento do conjunto documental “Revolta dos Búzios” online no AtoM do Arquivo Público do Estado da Bahia.

Anúncios

Arquivo Público do Estado da Bahia integra a 1ª Semana Nacional de Arquivos

Os arquivos públicos têm papéis imprescindíveis na sociedade, pois são os guardiões da memória e da história de um povo. Com objetivo de ampliar a visibilidade dessas instituições e sua inserção na sociedade, acontecerá a 1ª Semana Nacional de Arquivos – Arquivos abertos, cultura e patrimônio. O Arquivo Público do Estado da Bahia (APEB) integrará a programação com diversas atividades.

Programação 1ª Semana Nacional de Arquivos

5 de junho, 14h30 às 16h – APRESENTAÇÃO: Como Consultar o Atom-APEB?

6 de junho – LANÇAMENTO: Cadastro online de Arquivos Públicos Municipais da Bahia

7 de junho, 14h30 às 17h – EXPOSIÇÃO “Memória do Mundo passa por Aqui”. Curadoria: Libânia da Silva Santos e José Roberto Dias

8 de junho, 14h30 às 16h – PALESTRA: Com a Palavra O Pesquisador. Tema: “Candomblé e Polícia nos Arquivos da Jogos e Costumes, dialogando com as fontes”. Palestrante: Profº Vilson Caetano

9 de junho | APEB de portas abertas – Manhã: 10h às 12h, Tarde: 14h às 16h.

Informações: (71) 3116-2140
Local: Arquivo Público do Estado da Bahia (Ladeira de Quintas, 50, Baixa de Quintas – Salvador, Bahia)

Música, Arte & Cultura movimentam Salvador

Festival Cidade
Desde o dia 23/03,  Salvador conta com uma programação especial. Arte, cultura, música e cidadania disponibilizada de forma gratuita e em vários pontos da cidade, celebrando os 465 anos da capital baiana.

Se você ainda não foi prestigiar, aproveite, o final de semana vai contar com a seguinte programação:

Shows:

Horário /  Evento  /  Local

Dia 28:
19h – Show da Banda Oito7Nove4 e Léo Santana – CAJAZEIRAS
19h – Show de Moraes Moreira e Saulo – participação especial de Luiz Caldas – PRAÇA CAIRU
Dia 29:
16h – Show da banda Cheiro de amor e convidados – DIQUE
 19h – Show de Adão Negro, Cascadura e Marcelo Nova – CAJAZEIRAS

Dia 30:
17h30 – Show de Malê Debalê, Durval Lélys e Bell Marques – PRAÇA CAIRU

Outros Eventos:

Dia 28:

17h – Apresentação Stand Up Kombi (O Argentino do Arrocha) – Terminal da França;
17h – Dança em Cortejo – Na Janela – Fim de linha dos Alagados – Praça Escola Eliza Martins;
17h – Metrópole especial “Aniversário de Salvador” – Debate sobre Carnaval. Convidados: Manno Góes/Ricardo Chaves – Rádio Metrópole;
17h – Apresentação do espetáculo de dança “Eufhorico esteve aqui” – Bairro da Soledade;
20h – Apresentação do espetáculo teatral – Compadre de Ogum. – Igreja de Santana – Rio Vermelho.

Dia 29: 

06h – Alvorada de fogos – Barra/Itapuã/ Boca do Rio/ Periperi/Comércio/Boa Viagem/ Ribeira/ Santo Antônio Além do Carmo/ Pernanbués/Pirajá;
09h – Caminhada da Cidade – Farol de Itapuã/ Costa Verde;
08h30 – Homenagem da Irmandade do Bonfim aos 465 anos de Salvador – Igreja do Bonfim;
12h – Festival de Cordelistas – Apresentação de Caboquinho e João Ramos – Praça Cairu;
16h30 – Fanfarras – Ribeira;
17h – Apresentação do espetáculo de dança “Eufhorico esteve aqui” – Soledade;
17h – Dança em Cortejo – Boi Gira Bumbá – Barra;
20h – Apresentação do espetáculo teatral – Compadre de Ogum. – Igreja de Santana – Rio Vermelho.

Dia 30:

08h – Corrida Colorida – Jardim de Alah/Aeroclube/Jardim de Alah;
09h – Rua de Lazer – Com a participação especial da turma do Barrinha. – Barra;
09h – Passeio Ciclístico Guiado. – Campo Grande/Dique;
10h30 – Vitrola Baiana – Dique;
14h – Entrega da “Fonte da Margem do Dique” – Ladeira da Fonte das Pedras;
16h – Apresentação do espetáculo circense Fome de Circo – Parque de Pituaçu.
20h – Apresentação do espetáculo teatral – Compadre de Ogum. – Igreja de Santana – Rio Vermelho.

Site do evento: http://festivaldacidade.salvador.ba.gov.br/

V Conferência Municipal de Cultura

vconferencia_fim

Com o objetivo de alinhar as políticas culturais da cidade do Salvador ao Sistema Nacional de Cultura, a Fundação Gregório de Mattos promove a V Conferência Municipal de Cultura, que acontecerá no dia 30 de julho, das 08h às 19h, no Teatro SESC Casa do Comércio.

O evento que terá como tema “Uma política de estado para a cultura: desafios do Sistema Municipal de Cultura”, abrirá espaço para discussão pelo poder público e sociedade civil sobre a institucionalização da cultura, através do Sistema Municipal de Cultura, bem como, irá eleger os delegados que participarão das Conferências Territorial e Estadual de Cultura.

A V Conferência desenvolverá seus trabalhos com base em dois eixos. No eixo I será discutida a “Implementação do Sistema Municipal de Cultura” e no eixo II o debate será sobre “A cultura no município:produção simbólica, cidadania e desenvolvimento”.3

As inscrições poderão ser efetivadas on-line clicando aqui até o dia 28/07 23h59m ou no local do evento das 8h até às 9h

7° Festival Internacional de Artistas de Rua da Bahia

Músicos, mímicos, acrobatas, marionetes, palhaços, artes plásticas, artistas da África, Europa, Austrália e Américas – o Festival de Rua está de volta a Bahia!

O Bairro da Ribeira, na capital, e as cidades de Sobradinho e Paulo Afonso, serão animados de 8 a 16 de abril por 20 grupos provenientes de 11 países diferentes.

Todos os shows são abertos ao público!

Para ter acesso a Programação completa e outras informações sobre este importante evento, basta acessar o site:

Festival Internacional de Artista de Rua

IPAC disponibiliza livros gratuitamente na internet

De importância fundamental para a memória e a difusão de bens culturais imateriais do estado, cinco publicações do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (IPAC) sobre patrimônios intangíveis da Bahia já estão disponíveis para download gratuito nos sites da autarquia estadual, IPAC, e da Secretaria de Cultura (SecultBA), www.cultura.ba.gov.br.

Lá estão, na íntegra, os livros sobre a Festa de Santa Bárbara e o Desfile dos Afoxés, manifestações culturais que ocorrem em Salvador, o Carnaval de Maragojipe na cidade de mesmo nome, no Recôncavo baiano, a Festa da Boa Morte em Cachoeira, e o Pano da Costa que, segundo historiadores, foi o principal produto africano exportado e consumido na Bahia nos séculos 18 e 19. Ao acessar o site do IPAC, os interessados devem procurar o link downloads, que fica na barra superior da página principal do site oficial do instituto, buscar a sessão Cadernos do IPAC e escolher quais dos livros deseja. Os arquivos são obtidos em PDF (Portable Document Format) e podem ser salvos em qualquer microcomputador ou pen-drive.

As versões impressas variam de 90 a 120 páginas, cerca de 20 ilustrações e fotografias em cada exemplar que tem formato de 21 por 29,7 centímetros, fechado. “A distribuição dos livros impressos está sob coordenação do gabinete do IPAC, através do endereço eletrônico ouvidoria.ipac@ipac.ba.gov.br”, alerta Moniz. Três dos Cadernos do IPAC, o Desfile dos Afoxés, Festa da Boa Morte e Carnaval do Maragojipe, são complementados com documentários em DVD, que se encontram colados nas contracapas de cada exemplar das publicações. Os documentários foram produzidos com apoio do Instituto de Radiodifusão da Bahia – Irdeb, através da TV Educativa.
 
Para elaboração dos dossiês que permitem o registro de Patrimônios Imateriais da Bahia, o IPAC disponibiliza equipes formadas por historiadores, sociólogos, antropólogos, fotógrafos e museólogos, entre outros profissionais, que realizam coleta de documentos e fotos, entrevistas e pesquisas. Ao final, são analisados os dados e elaboradas justificativas, fazendo com que todo o material passe a integrar o dossiê. O IPAC deve realizar ainda estudos sobre o Ofício dos Vaqueiros, Ofício dos Mestres Organistas e sobre a Festa do Bembé em Santo Amaro da Purificação. Todos devem ganhar publicações exclusivas e vídeodocumentários.

Notícia do Jornal *Correio

%d blogueiros gostam disto: