Clímax de Filmes

Sabe aquela emoção que antecede qualquer narrativa, seja de alegria, raiva, tristeza, ela se denomina clímax.

CLÍMAX CONCEITO

Parte que compreende o enredo que antecede o desfecho e vem depois de um conflito, ou seja, é o ponto em que a ação atinge seu momento crítico, momento de maior tensão, tornando o desfecho inevitável.

É o momento mais perigoso do herói, a crise mais iminente do protagonista, o mais delicado ponto do conflito, onde não se sabe para que lado a história penderá

Feitas essas ponderações listamos abaixo filmes que não seguiram essa lógica, chegando a um momento marcante bem antes de seu desfecho.

X-MEN: O CONFRONTO FINAL

Sinopse

É descoberta uma cura para os mutantes, que agora podem optar por manter seus poderes ou se tornarem seres humanos normais. A descoberta põe em campos opostos Magneto (Ian McKellen), que acredita que esta cura se tornará uma arma contra os mutantes, e os X-Men, liderados pelo professor Charles Xavier (Patrick Stewart).

O CLÍMAX

Essa cena na verdade é próxima do final, mas rouba a cena…

Quando os X-men se unem para atacar Magneto … “Ora Wolverine você não aprende mesmo… Aprendo sim… distraindo o vilão para o ataque surpresa do Fera.”

Embora o embate entre Logan e Jean Grey seja bem feito essa cena acima é muito mais empolgante.


PERFUME DE MULHER

Sinopse

Frank Slade (Al Pacino), um tenente-coronel cego, viaja para Nova York com Charlie Simms (Chris O’Donnell), um jovem acompanhante, com quem resolve ter um final de semana inesquecível antes de morrer. Porém, na viagem ele começa a se interessar pelos problemas do jovem, esquecendo um pouco sua amarga infelicidade

LEMBRETE – Al Pacino levou Oscar de melhor ator

O CLÍMAX

A cena do tango em que o personagem cego de Al Pacino conduz Gabrielle Anwar na dança se tornou a mais famosa do filme.

Observação – Tango ‘Por una cabeza’ (1935) por compositor: Carlos Gardel e letrista: Alfredo Le Pera


TROIA

Sinopse

Em 1193 A.C., Paris (Orlando Bloom) é um príncipe que provoca uma guerra da Messência contra Troia, ao afastar Helena (Diane Kruger) de seu marido, Menelaus (Brendan Gleeson). Tem início então uma sangrenta batalha, que dura por mais de uma década. A esperança do Priam (Peter O’Toole), rei de Troia, em vencer a guerra está nas mãos de Aquiles (Brad Pitt), o maior herói da Grécia, e seu filho Hector (Eric Bana).

O CLIMAX

Durante uma luta entre exércitos, Heitor mata o primo de Aquiles enquanto ele usa a armadura do parente. Enfurecido, Aquiles parte para os portões de Troia para obter a vingança pessoal, a sequência da luta é emblemática Heitor se despede dos seus para enfrentar um Aquiles que brada seu nome….

Não dava para colocar esse embate para o final?? Não poderia ter dois finais??


O PREÇO DE UM RESGATE

Sinopse

Tom (Mel Gibson), milionário dono de uma companhia de aviação, descobre que seu filho de nove anos foi sequestrado. Os bandidos pedem dois milhões de dólares e o homem inicialmente se prontifica em pagar, mas desiste quando conclui que eles pretendem matar o garoto. Na televisão Tom anuncia que não atenderá aos criminosos, mas dará uma recompensa de dois milhões de dólares a quem ajudar a capturá-los.

O CLIMAX

Na sequência quando Tom Mullen (Gibson) aumenta a oferta para quem denunciar os sequestradores e trava um duro diálogo com o arquiteto do sequestro a tensão e o pânico permeia, não há como ficar impassível… e em dúvida sobre o desfecho da discussão.


O SILÊNCIO DOS INOCENTES

Sinopse

A agente do FBI, Clarice Starling (Jodie Foster) é ordenada a encontrar um assassino que arranca a pele de suas vítimas. Para entender como ele pensa, ela procura o perigoso psicopata, Hannibal Lecter (Anthony Hopkins), encarcerado sob a acusação de canibalismo.

LEMBRETE – Recebeu os seguintes Oscar:
Melhor Filme, Melhor Diretor – Demme, Melhor Ator – Anthony Hopkins Melhor Atriz – Jodie Foster e Melhor Roteiro Adaptado

O CLIMAX

Não um só momento, mas todos os diálogos entre Clarice (Jodie Foster) e Hannibal Lecter (Anthony Hopkins)


FECHANDO ESSA SELEÇÃO

GLADIADOR

Sinopse

Nos dias finais do reinado de Marcus Aurelius (Richard Harris), o imperador desperta a ira de seu filho Commodus (Joaquin Phoenix) ao tornar pública sua predileção em deixar o trono para Maximus (Russell Crowe), o comandante do exército romano. Sedento pelo poder, Commodus mata seu pai, assume a coroa e ordena a morte de Maximus, que consegue fugir antes de ser pego e passa a se esconder sob a identidade de um escravo e gladiador do Império Romano

LEMBRETE – Recebeu os seguintes Oscar
Melhor Filme, Melhor Ator – Crowe, Melhor Figurino, Melhor Som
Melhores Efeitos Especiais

CURIOSIDADE – O papel título

A 1ª opção para o papel principal de Gladiador foi Mel Gibson, que chegou a ser contatado pelo diretor Ridley Scott e ler o roteiro do filme. Entretanto, Gibson recusou o papel porque não queria fazer um filme de temática semelhante a Coração Valente.

O CLIMAX

A revelação de quem era realmente o GLADIADOR, no coliseu frente a frente com o seu algoz.

Meu nome é Maximus Decimus Meridius comandante dos exércitos do norte, general das Legiões Felix… servo leal do verdadeiro Imperador, Marcus Aurelius. Pai de um filho assassinado, marido de uma esposa assassinada. E terei minha vingança, nesta vida ou na próxima.”

Alex Sandro Ramos

Anúncios

ICBA realiza mostra gratuita de cinema alemão

Temporada da Alemanha no Brasil 2013-2014

O Goethe-Institut/ICBA retoma sua programação de cinema semanal exibindo uma mostra de filmes que tanto corresponde ao propósito do Goethe-Institut no mundo inteiro – o diálogo entre as culturas – quanto reflete o espírito deste novo milênio.
Os primeiros três filmes da mostra enfocam os imigrantes radicados na Alemanha: os trabalhadores estrangeiros, já na Alemanha há três gerações, e os refugiados de guerra, lá há duas. Estes filmes falam dos diversos aspectos e estágios da integração na outra cultura e levantam a questão da “identidade” não apenas diante de mudanças territoriais e linguísticas, como também sociais – quer seja na forma de uma requintada comédia, como “Almanya – Bem-vindo à Alemanha” (11 de junho), do drama sobre um assassinato de honra “A Estrangeira” (18 de junho) ou do leve e divertido “Sascha” (16 de junho), um jovem imigrante às voltas com sua homossexualidade mal-resolvida. Humor e tragédia estão aqui tão próximos quanto o sucesso e o fracasso.
Os dois longas-metragens seguintes seguem suas protagonistas até o exterior: “Uma Canção do Passado” (23 de julho) relata a crise existencial de uma jovem mulher ao se deparar, de forma inesperada, com fatos que a fazem contestar o que até ali havia considerado suas raízes. “A Cor do Oceano” (30 de julho) mostra as reações da Alemanha e da Europa ao fenômeno da imigração. Sem julgamentos precipitados e com empatia por todos os envolvidos, o filme analisa o desnorteamento de seus personagens entre o engajamento civil e o ressentimento.
O último filme leva a mostra de volta à Alemanha. “Nenhum Lugar Para Ir” (6 de agosto) retrata uma migração entre as Alemanhas ocidental e oriental: com a queda do muro de Berlim, uma escritora, mãe do diretor Oskar Roehler, que tem sua obra inteira em prol do socialismo, entra em crise e resolve deixar Munique mudando-se para Berlim. Contudo, esta busca desesperada por si mesma e pelos antigos aliados nas novas condições sócio-políticas, leva ao fracasso, não somente da escritora, como de toda uma utopia.

Programação:

11 de junho de 2013
Almanya – Bem-vindo à Alemanha
Direção: Yasemin Samdereli, colorido, 95 min., 2009-11

18 de junho de 2013
A Estrangeira
Direção: Feo Aladag, colorido, 119 min., 2010

16 de julho de 2013
Sascha
Direção: Dennis Todorović, colorido, 101 min., 2009/10

23 de julho de 2013
Uma Canção do Passado
Direção: Florian Cossen, colorido, 94 min., 2010

30 de julho de 2013
A Cor do Oceano
Direção: Maggie Peren, colorido, 91 min., 2010

06 de agosto de 2013
Nenhum Lugar Para Ir
Direção: Oskar Roehler, preto/branco, 100 min., 1999

Local do evento:

Cine-Teatro do Goethe-Institut Salvador-Bahia/ICBA
Av. Sete de Setembro, 1809
40080-002 Salvador-Bahia

Contato:

Goethe-Institut Salvador-Bahia/ICBA
Tel. +55-71-3338 4700
email: progr@salvadorbahia.goethe.org
website: www.goethe.de/bahia

Inscrições abertas para o VII Seminário de Cinema na BA

Estão abertas as inscrições para o Cinefuturo – VII Seminário Internacional de Cinema e Audiovisual, que será realizado de 25 a 30 de julho, em Salvador, com uma intensa programação em quatro espaços culturais de Salvador: Teatro Castro Alves, Teatro Martim Gonçalves (Escola de Teatro da UFBA), Instituto Goethe (ICBA) e Aliança Francesa.

O CineFuturo é um festival para quem pensa, faz e curte a sétima arte, levando seus participantes a amadurecer ideias sobre os rumos da produção cinematográfica nesta nova era do mundo digital e agita Salvador há sete anos a capital baiana.

Durante os seis dias de evento, o público poderá participar da Mostra Retrospectiva Bernardo Bertolucci; Mostra de Longas Internacionais; Mostra de Longas Nacionais, com a avant-premièr de “O Homem que Não Dormia”, novo filme do diretor baiano Edgard Navarro.

Estão confirmadas também, a Mostra de Curtas Metragens premiados em festivais internacionais; Mostra de Animação Francesa; Mostra Competitiva de Curtas Metragens; Mostra Sandrine Bonnaire; Mostra Amor à Francesa; Lounge Multimídia no Foyer do TCA; Mesas Redondas, com a participação de cineastas, professores e estudiosos renomados de diversos países, entre eles, o polêmico diretor norte-americano da trilogia “Zeitgeist”, Peter Joseph, que estará presente à exibição do seu filme Zeitgeist: Moving Foward, o Futuro é Agora”.

Para quem gosta de cinema e vai além, a mostra realiza ainda o workshop Single Short Cinema, aberto a profissionais e estudantes de cinema, com o cineasta e professor holandês Leonard Retel Helmrich, elogiado mundialmente por desenvolver uma nova técnica de filmagem. O curso terá a duração de três dias, em período integral (com pausa de uma hora para almoço), no ICBA, com carga horária de 21h e o custo de R$ 350.

Os participantes inscritos no Seminário Internacional de Cinema terão acesso a todas as mesas redondas, diálogos e filmes. O certificado de participação com carga horária de 24 horas poderá ser retirado no final do evento. O valor da inscrição é R$ 50,00 ou R$ 25,00 (para professores universitários ou da rede pública e privada de ensino e estudantes).

Já a inscrição para o Workshop Single Short Cinema, com a seleção prévia dos participantes, tem o investimento de R$ 350. Para se inscrever, os interessados devem preencher um cadastro no site onde estão todos os detalhes sobre as inscrições e a programação completa do CineFuturo.

O pagamento da taxa de inscrição será feito através do depósito na Conta Corrente nº 24569-4, agência 0705 do banco Itaú com o envio do comprovante para inscricoes@seminariodecinema.com.br. O interessado pode comparecer ao escritório da VPC Cinemavídeo, na rua Marechal Floriano, 28, sala 203, Canela, e efetuar o pagamento presencialmente.

Desconto

Para os professores universitários, ou da rede pública e privada de ensino, e os estudantes terem direito a 50% de desconto é obrigatória a apresentação ou envio de cópia do comprovante profissional ou carteira de estudante junto com o comprovante de depósito.

Fonte: G1 BA

Filmografia Baiana: Memória Viva!

O projeto Filmografia Baiana: Memória Viva! será oficialmente lançado no próximo dia 06, às 20h, na Sala Walter da Silveira (Biblioteca Pública dos Barris – Centro de Salvador), durante a sessão do Quartas Baianas. Durante o evento, a programação contará ainda com exibição de documentários dirigidos por mulheres, numa valorização do olhar feminino no cinema, como Hip Hop com Dendê, de Fabíola Aquino e Lílian Machado.

O projeto Filmografia Baiana: Memória Viva! foi vencedor do Edital de Apoio à Pesquisa e Preservação da Memória Audiovisual Baiana do IRDEB (Instituto de Radiodifusão da Bahia). Essa é a segunda etapa de uma iniciativa maior, de Mapeamento da Filmografia Baiana (2008), que na primeira fase catalogou 1.412 filmes. Nessa primeira parte, o objetivo era reunir somente os dados essenciais de cada película: ano de produção, suporte, gênero, direção e companhia produtora. Na segunda etapa, executada entre outubro de 2010 e março de 2011, houve atualização e aprofundamento do mapeamento inicial, acrescentando às informações itens como sinopse, elenco, imagens, prêmios, créditos completos e cópias disponíveis. Além disso, as fontes primárias, ou seja, os próprios filmes, passaram a ser utilizados no trabalho de pesquisa. A ênfase nesta etapa foi o período entre 1959, ano de estréia do longa-metragem Redenção, de Roberto Pires, e 2010.

No site do projeto há 1.650 filmes cadastrados, 62 de longa-metragem. As informações podem ser acessadas gratuitamente pela comunidade no site oficial: http://www.filmografiabaiana.com.br/.

DVDs celebram 100 anos de cinema baiano

Para comemorar os 100 anos de cinema na Bahia, foi lançado um box com 30 títulos dos mais diversos diretores que contribuíram para o desenvolvimento da sétima arte no estado. Além de filmes contemporâneos como “Eu me Lembro”, realizado por Edgard Navarro, em 2005, a seleção traz algumas raridades nunca antes editadas em formato digital, como é o caso de Caveira My Friend(1970), de Alvaro Guimarães, Diamante Bruto(1977), de Orlando Senna, e O Mágico e o Delegado(1983), de Fernando Coni Campos.

A compilação também presta homenagem aos patronos do cinema baiano através das películas Redenção (1958) e A Grande Feira (1961), ambos filmados por Roberto Pires, e , Pátio (1956) e Barravento (1961), os trabalhos iniciais de Glauber Rocha.

A caixa de DVDs ainda contempla documentários, além de trabalhos em curta e em vídeo da chamada nova onda do cinema baiano, como por exemplo, o premiado Dez centavos (2008), de César Fernando.

A iniciativa é do Ministério da Cultura, por meio da Cinemateca Brasileira, em parceria com a Secretaria de Cultura, através da Diretoria de Audiovisual (DIMAS) da Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB).

Os DVDs serão distribuídos gratuita e prioritariamente para instituições de pesquisa e difusão audiovisual, pontos de cultura, cineclubes, bibliotecas e mediatecas. Os interessados em assistir as produções podem consultar e ver cada filme da compilação mediante agendamento presencial no Núcleo de Memória, da DIMAS. Para Maiores informações entre em contato pelo telefone: 71 3116-8124.

Fonte: Bahia Notícias

O Projeto Lanterninha expande suas ações para o interior do Estado


Cinema e Educação em Movimento! 


O Projeto Lanterninha expande suas ações para o interior do Estado.

 

Em 2010 com o patrocínio do Governo do Estado da Bahia, da Oi e apoio da Oi Futuro, o Lanterninha chega a quatro cidades do interior. Cachoeira, Santo Amaro, Mata de São João e Vitória da Conquista são quatro pólos onde levaremos a semente do cineclubismo. Em dois anos de trabalho em Salvador conseguimos estabelecer parcerias fortes, que garantem ao projeto vitalidade na luta pela transformação social através da arte e da educação.


II Encontro Cineclubista

No dia 31 de Julho o Projeto Lanterninha realiza o II Encontro Cineclubista, com o tema “Cineclubismo e Educação – Construindo cidadãos do século XXI”. A programação terá início às 09:30 com a exibição do documentário “Encontro com Milton Santos, ou o mundo global visto do lado de cá”, do diretor Silvio Tendler. Após a exibição do filme abriremos um espaço de diálogo a respeito da história do movimento cineclubista, e os novos caminhos no encontro dele com a educação. Convidamos Gleiciara Ramos, Diretora Regional do CNC (Conselho Nacional de Cineclubes) e alguns membros do Projeto Lanterninha, para lançar estímulos ao debate. Ampliamos o convite a todos interessados e envolvidos com o audiovisual. Venha fazer parte dessa rede!

O Lanterninha formou 11 cineclubes em escolas estaduais e promove dezenas de sessões de cinema na escola. Conheça mais o nosso trabalho acessando o site: 

                                www.projetolanterninha.com.br


        marcas 2010

Lanterninha no Cinema

Na próxima segunda-feira dia 23 de novembro de 2009 o Lanterninha e o Espaço Unibanco de Cinema Glauber Rocha promovem a exibição especial do filme “Besouro” para cineclubistas do projeto com a presença de atores e equipe do filme. Essa é mais uma das iniciativas que busca formar platéia para o cinema nacional, proporcionando mais experiência audiovisual aos jovens e fortalecendo a rede cineclubista do Lanterninha.

O quê: exibição do filme Besouro
Onde: Espaço Unibanco de Cinema Glauber Rocha
End: Praça Castro Alves, s/n – Centro – Salvador Bahia Tel: 3011-4706 / 3322-0302
Quando: 23/11/09
Hora: 13:30 hs

Para convidados

Saiba a programação do Espaço Unibanco de Cinema Glauber Rocha: 
Espaço Unibanco Salvador

Festival de Vídeo Lanterninha

Os vídeos produzidos durante as oficinas do Lanterninha em 2008 e 2009 serão exibidos nessa quarta-feira, dia 25/11/09, no Espaço Unibanco de Cinema Glauber Rocha. Os cineclubistas lanterninhas estréiam na direção de 04 vídeos.

Sessão de curtas

Na semana da consciência negra o projeto Lanterninha exibe três curtas metragens baianos que tratam do assunto: O Prisioneiro da Torre, de José Vieira, uma animação em 3D, 10 centavos de César Fernandes e Nego Fugido de Cláudio Marques e Marilia Hughes, os dois de ficção. O Colégio Estadual Ypiranga, no bairro do 2 de julho, participou da sessão com os diretores José Vieira e César Fernandes.

Para conhecer mais sobre o Projeto, acesse o site:

Projeto Lanterninha

%d blogueiros gostam disto: