Arquivo Público do Estado da Bahia integra a 1ª Semana Nacional de Arquivos

Os arquivos públicos têm papéis imprescindíveis na sociedade, pois são os guardiões da memória e da história de um povo. Com objetivo de ampliar a visibilidade dessas instituições e sua inserção na sociedade, acontecerá a 1ª Semana Nacional de Arquivos – Arquivos abertos, cultura e patrimônio. O Arquivo Público do Estado da Bahia (APEB) integrará a programação com diversas atividades.

Programação 1ª Semana Nacional de Arquivos

5 de junho, 14h30 às 16h – APRESENTAÇÃO: Como Consultar o Atom-APEB?

6 de junho – LANÇAMENTO: Cadastro online de Arquivos Públicos Municipais da Bahia

7 de junho, 14h30 às 17h – EXPOSIÇÃO “Memória do Mundo passa por Aqui”. Curadoria: Libânia da Silva Santos e José Roberto Dias

8 de junho, 14h30 às 16h – PALESTRA: Com a Palavra O Pesquisador. Tema: “Candomblé e Polícia nos Arquivos da Jogos e Costumes, dialogando com as fontes”. Palestrante: Profº Vilson Caetano

9 de junho | APEB de portas abertas – Manhã: 10h às 12h, Tarde: 14h às 16h.

Informações: (71) 3116-2140
Local: Arquivo Público do Estado da Bahia (Ladeira de Quintas, 50, Baixa de Quintas – Salvador, Bahia)

Arquivo Público da Bahia sedia oficina do Programa Memória do Mundo da UNESCO

A memória do mundo é a memória coletiva e documentada dos povos do mundo. De acordo com a UNESCO, é o legado do passado para a comunidade mundial presente e futura. Visando ampliar a difusão do Memory of the Word (MoW), a UNESCO promoverá Oficinas Regionais do Programa Memória do Mundo durante o prazo de submissão de candidaturas deste ano. 

Na Bahia, o Arquivo Público do Estado da Bahia será o anfitrião da 8ª Oficina do MoW Brasil – Região Nordeste. O evento acontecerá em 1º de junho, às 14h, no auditório da instituição. O diretor-geral da Fundação Pedro Calmon/SecultBA, Zulu Araújo, participará da mesa de abertura. No dia também haverá visita guiada aos conjuntos documentais do APEB e palestras com a diretora, Teresa Matos, e com professor Evergton Sales (UFBA), sobre orientações sobre o Edital 2017.

As Oficinas são ministradas por membros do Comitê MoW Brasil que têm conhecimento dos processos de montagem dos editais e revisões de candidaturas. Além disso, têm objetivo de diversificar o perfil das instituições que se candidatam e aperfeiçoar as propostas apresentadas de forma que estados e regiões que ainda não participaram, possam apresentar candidaturas qualificadas no Registro Nacional.

A oficina é voltada para instituições de gestão de patrimônio documental como arquivos, centros de documentação e memória, museus, universidades, secretarias e cultura e fundações. São 40 vagas gratuitas que podem ser garantidas através do e-mail memoriadomundo@arquivonacional.gov.br. Haverá certificado eletrônico para os participantes. 

Edição MoW 2017 – As candidaturas ao Registro Nacional do Brasil do Programa Memória do Mundo UNESCO 2017 ficarão abertas até 31 de julho. Serão selecionados documentos ou conjuntos documentais de natureza arquivística e bibliográfica – inclusive documentos audiovisuais –, custodiados em território nacional e de relevância para a memória da sociedade brasileira. O formulário de inscrição está disponível no sítio mow.arquivonacional.gov.br. 

Memória do Mundo no APEB – Vale salientar que o Arquivo Público do Estado da Bahia custodia quatro conjuntos documentais registrados no MoW-Brasil: Tribunal da Relação do Estado do Brasil e da Bahia (1652-1822); Registros de Entrada de Passageiros no Porto de Salvador (1855-1964); Cartas Régias (1648-1821) e Companhia Empório Industrial do Norte (1891-1973), respectivamente em 2008, 2010, 2013 e 2016. 

A diretora do APEB, Teresa Matos, destaca que são “títulos que confirmam o valor excepcional e o interesse nacional de acervos documentais que devem ser protegidos para benefício da humanidade”. A Bahia ainda custodia conjuntos do MoW no Arquivo Histórico Municipal de Salvador/ Fundação Gregório de Mattos, no Mosteiro de São Bento da Bahia e na Santa Casa de Misericórdia da Bahia.

Fonte: Fundação Pedro Calmon

BPEB em foco: O viés dos arquivistas e bibliotecários sobre a documentação

Na próxima quarta (10), às 10h, a Biblioteca dos Barris, promoverá mais uma série BPEB em foco, com o tema: O viés dos arquivistas e bibliotecários sobre a documentação, nossas convidadas serão: Louise Anunciação Amaral e Lucidalva Pinheiro.
Inscrições através do e-mail: bpebinformacaoemfoco@gmail.com 

#BPEB

#EBAM – Arquivo Público do Estado sediará VII Encontro Baiano de Arquivos Municipais

ebamO Arquivo Público do Estado da Bahia, unidade vinculada à Fundação Pedro Calmon/ Secretaria de Cultura do Estado da Bahia, sediará nos dias 10 e 11 de novembro, o VII Encontro Baiano de Arquivos Municipais (EBAM), evento destinado a gestores e profissionais da área. O encontro tem como objetivo estabelecer diálogo com os gestores públicos de municípios e servidores que atuam nos arquivos públicos municipais do estado. Conferências, mesas redondas, oficinas de gestão e conservação preventiva documental são as atividades que integrarão a programação.

Para a diretora do Arquivo Público do Estado da Bahia, Maria Teresa Matos, o Encontro visa a mobilização, integração e cooperação intergovernamental em prol de políticas públicas voltadas para o setor de Arquivo. “A programação se concentra na discussão e na reflexão sobre políticas municipais de arquivos que assegurem o cumprimento da Constituição Federal de 1988 e da Lei de Acesso (nº 12.527, de 18/11/2011), além de proporcionar a troca de experiências, estimulando o aperfeiçoamento das práticas arquivísticas com vistas a assegurar a preservação e a difusão do patrimônio documental do Estado da Bahia”, frisou.

Confira aqui todas as informações sobre o EBAM.

Arquivo Público – Com 125 anos, o Arquivo Público do Estado da Bahia (APEB), unidade da Fundação Pedro Calmon/Secretaria de Cultura do Estado (FPC/SecultBA), é a segunda mais importante instituição arquivística pública do país. Em seu extenso e rico patrimônio estão custodiados documentos produzidos e acumulados no período colonial, monárquico e republicano brasileiro, que são diariamente consultados por pesquisadores de todo Brasil e de outros países. Um acervo organizado e estruturado desde 1890, quando o então governador do Estado da Bahia, Manoel Victorino Pereira, por meio de Ato, criou o Arquivo Público.

Conferência Setorial de Arquivos

Programação_Setorial_ARQUIVOS,_MEMÓRIA_E_HISTÓRIA

CONARQ – Consulta Pública sobre Projeto de Lei que altera dispositivos da Lei nº 8.159, de 8 de janeiro de 1991

O Conselho Nacional de Arquivos – CONARQ disponibiliza em consulta pública proposta de projeto de lei que altera, revoga e acresce novos dispositivos à Lei nº 8.159, de 8 de janeiro de 1991, que dispõe sobre a política nacional de arquivos públicos e privados e dá outras providências, apresentada e debatidas em suas 71ª e 72ª Reuniões Plenárias que ocorreram nos dias 13 e 14 de agosto de 2013.

Tendo em vista a relevância da matéria, voltada para as questões inerentes à responsabilidade funcional e social do Poder Público perante a gestão, preservação e acesso aos documentos e informações públicas, disponibilizamos no endereço eletrônico: www.conarq.gov.br , o texto da proposta de projeto de lei que altera, revoga e acresce dispositivos da Lei nº 8.159, de 1991, a fim de receber sugestões para o seu aperfeiçoamento.

As sugestões poderão ser encaminhadas a Coordenação de Apoio ao CONARQ, do dia 16 de setembro a 15 de outubro de 2013, das seguintes formas, via e-mail: consultalei8159@arquivonacional.gov.br  ou via correio para o endereço: Conselho Nacional de Arquivos – CONARQ – Praça da República, nº 173, Bloco F, 3º andar, Centro, CEP: 20211-350 – Rio de Janeiro- RJ, com a indicação do assunto “Sugestões ao projeto de lei que altera dispositivos da Lei de Arquivos e dá outras providências”.

A Coordenação do CONARQ enviará e-mail de confirmação do recebimento das contribuições à Consulta pública. Em caso de não receber e-mail de confirmação, entre contato.

A equipe de Coordenação do CONARQ se coloca a inteira disposição para o esclarecimento de dúvidas, nos seguintes telefones: (21) 2179-1271, 2179-1293, 7616-9417. E-mail conarq@arquivonacional.gov.br.

Texto e formulário da consulta

Projeto de lei que altera a lei de arquivos

Versão consolidada da lei

Fonte: CONARQ

III Seminário Internacional Arquivos de Museus e Pesquisa

ArquivosdeMuseusIII Seminário Internacional Arquivos de Museus e Pesquisa
Humanidades e Interfaces Digitais

O Seminário Internacional Arquivos de Museus e Pesquisa – Humanidades e Interfaces Digitais reúne, dias 17 e 18/09, especialistas brasileiros e de diversos países (Espanha, Estados Unidos, Holanda, Itália e Reino Unido) para debater apropriação e utilização de ferramentas e recursos digitais em museus e instituições culturais similares, cada vez mais necessários no cotidiano dos órgãos que preservam, pesquisam e disponibilizam acervos.

Até recentemente, as ferramentas virtuais, embora com amplo uso no campo das ciências exatas, estavam distantes do campo das humanidades. A informatização, no entanto, já é uma realidade desde os sistemas de gestão e de recuperação de informação à reprodução e disponibilização de imagens.

É a partir dessa mudança de paradigmas, profundamente marcada pela rápida expansão de novas formas e meios de produção e extroversão do patrimônio cultural e pelos novos desafios colocados também para instituições de memória, que se estruturam as discussões e debates propostos para o Seminário. Os estudos de caso e experiências dos profissionais convidados foram estruturados sobre questões inerentes aos seguintes eixos: Estratégias de comunicação em contextos digitais; Acervos e coleções digitais: da reprodução do objeto à representação virtual; e Sistemas de informação e documentação: da estruturação do significado à estrutura da significação.

Confira a programação, e realize sua inscrição.

Inscrições

As inscrições podem ser feitas online a partir de 1 de agosto, às 14h.

Programação:

 17 de setembro. Terça

10h Credenciamento

10h30 Abertura

Prof. Danilo Santos de Miranda,  Diretor Regional do Sesc São Paulo e Profa. Ana Magalhães, Coordenadora do Grupo de Trabalho Arquivos de Museus e Pesquisa

11h às 13h

Dos direitos autorais às estratégias de comunicação no mundo digital:
Juan Freire – Membro fundador e diretor de Innovation Barrabés Next. Foi Professor da Universidade de Coruña – A Coruña/Espanha

Interligando acervos digitais em arquivos, bibliotecas e museus com tecnologias de dados abertos interligados:
Carlos Henrique Marcondes – Professor do Departamento  de Ciência da Informação da Universidade Federal Fluminense/UFF – Rio de Janeiro /Brasil

Mediação: José Hermes Martins Pereira – Especialista em Pesquisa e chefe da Seção Digitalização do Instituo de Estudos Brasileiros da Universidade de São Paulo/ USP – São Paulo/Brasil

13h às 13h45
Debate

13h45 às 15h15
Intervalo

15h15 às 17h15
Integração das bases de dados de catalogação do Victoria & Albert Museum
Heather Caven
– Coordenadora de Gestão de Acervos e Planejamento de Recursos do Victoria & Albert Museum – Londres/Reino Unido

Fontes visuais em ambientes digitais – Apontamentos sobre ferramentas de busca e descoberta

Jan Simane – Coordenador da Seção de Bibliotecas de Arte da International Federation of Library Associations and Institutions e coordenador da biblioteca do Kunsthistorisches Museum

Mediação
Isabel Ayres
– Coordenadora da biblioteca Walter Wey da Pinacoteca do Estado de São Paulo

17h15 às 18h 

Debate

18 de setembro. Quarta

10h30 às 12h30 – Estratégias de publicação online de acervos de arte contemporânea. O Caso do Acervo Videobrasil:
Ana Pato
– Dirigiu projetos da Associação Cultural Videobrasil e é doutoranda da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo – FAU/USP, São Paulo/Brasil

A arte da documentação. A Coleção de Informações do Rijksmuseum num mundo aberto (conectado):
Lizzy Jongma
– Gestora de informações do Rijksmuseum – Amsterdã/Holanda

Mediação: Ana Gonçalves Magalhães  – Coordenadora do Grupo de Trabalho Aquivos de Museus e Pesquisa, e docente, curadora e historiadora da arte do Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo – MAC/USP

12h30 às 13h15 – Debate
13h15 às 14h45 – Intervalo

14h45 às 16h45 –
Entendendo e usando Linked Data nas práticas de bibliotecas, arquivos e museus (LAM)

Marcia Lei Zeng – Professora da School of Library and Information Science Kent State University – Kent/Estados Unidos. Consultora do Getty Vocabularies/Getty Research Institute

Normas de descrição arquivística: preocupações e tendências

Vitor Manoel Marques da Fonseca – Funcionário do Arquivo Nacional e professor do Departamento de Ciência da Informação da Universidade Federal Fluminense/UFF – Rio de Janeiro/ Brasil

Mediação
Gabriel Moore Forell Bevilacqua
– Coordenador do Centro de Documentação e Memória da Pinacoteca do Estado de São Paulo

16h45 às 17h30
Debate

17h30 – Lançamento dos Anais do II Seminário Internacional Arquivos de Museus e Pesquisa – Tecnologia, Informação e Acesso (2011) e do II Seminário Serviços de Informação em Museus (2012)

Outras informações no site SESC SP

%d blogueiros gostam disto: