Arquivo Público do Estado da Bahia integra a 1ª Semana Nacional de Arquivos

Os arquivos públicos têm papéis imprescindíveis na sociedade, pois são os guardiões da memória e da história de um povo. Com objetivo de ampliar a visibilidade dessas instituições e sua inserção na sociedade, acontecerá a 1ª Semana Nacional de Arquivos – Arquivos abertos, cultura e patrimônio. O Arquivo Público do Estado da Bahia (APEB) integrará a programação com diversas atividades.

Programação 1ª Semana Nacional de Arquivos

5 de junho, 14h30 às 16h – APRESENTAÇÃO: Como Consultar o Atom-APEB?

6 de junho – LANÇAMENTO: Cadastro online de Arquivos Públicos Municipais da Bahia

7 de junho, 14h30 às 17h – EXPOSIÇÃO “Memória do Mundo passa por Aqui”. Curadoria: Libânia da Silva Santos e José Roberto Dias

8 de junho, 14h30 às 16h – PALESTRA: Com a Palavra O Pesquisador. Tema: “Candomblé e Polícia nos Arquivos da Jogos e Costumes, dialogando com as fontes”. Palestrante: Profº Vilson Caetano

9 de junho | APEB de portas abertas – Manhã: 10h às 12h, Tarde: 14h às 16h.

Informações: (71) 3116-2140
Local: Arquivo Público do Estado da Bahia (Ladeira de Quintas, 50, Baixa de Quintas – Salvador, Bahia)

Campanha de Criação e Desenvolvimento de Arquivos Públicos Municipais

O Conselho Nacional de Arquivos (CONARQ), órgão colegiado vinculado ao Arquivo Nacional do Ministério da Justiça, está empreendendo uma campanha de conscientização e sensibilização junto aos prefeitos, prefeitas e presidentes de câmaras municipais para a criação de arquivos públicos municipais.

Esta campanha, denominada Campanha de Criação e Desenvolvimento de Arquivos Públicos Municipais, tem como objetivo principal informar e sensibilizar as autoridades públicas municipais e também os cidadãos acerca da importância dos arquivos públicos para a boa governança, construção da memória e preservação da identidade histórica e cultural da comunidade local.

Outro objetivo da campanha é estimular a implementação de programas de gestão de documentos e informações públicas no âmbito das prefeituras e das câmaras de vereadores, com a finalidade de apoiar os municípios brasileiros a tornar a administração pública municipal mais transparente e eficaz, garantindo dessa forma o direito de acesso às informações e servindo como instrumento para o exercício pleno da cidadania.

A implantação de políticas públicas de gestão de documentos em esfera municipal é condição indispensável para que as administrações municipais garantam o acesso à informação, o controle das finanças públicas e a transparência administrativa, beneficiando diretamente, nesse processo, os municípios e seus cidadãos.

O Arquivo Público Municipal

O arquivo público municipal, importante fonte de informação, é peça-chave para a melhoria da boa governança do Estado e para o atendimento das demandas relacionadas à cidadania, como, por exemplo, informações sobre os atos governamentais, andamento e solução de questões administrativas, econômicas e jurídicas, bem como informações sobre saúde, educação, meio ambiente, raízes históricas do município, festas e costumes regionais.

O arquivo público municipal é um órgão especificamente dedicado e responsável pelo conjunto de documentos produzidos, recebidos e acumulados por órgãos públicos municipais no exercício de suas atividades, ou seja, pelos poderes Executivo e Legislativo, representados, respectivamente, pela prefeitura e pela câmara dos vereadores, em decorrência de suas funções administrativas e legislativas. O arquivo público municipal tem por finalidade implementar, avaliar e monitorar políticas públicas de gestão de documentos e informações, envolvendo importante conjunto de programas de gestão, tratamento técnico, transferência, recolhimento, preservação, disponibilização e divulgação de documentos e informações produzidos, recebidos e acumulados pelo poder público municipal, em qualquer suporte ou formato.

Nesse sentido, o arquivo público municipal destaca-se como um órgão indispensável para o planejamento, controle, transparência, eficácia e efetividade da administração municipal, assegurando o cumprimento da Constituição Federal de 1988.

Arquivo Público Municipal – Serviços e Cidadania

No arquivo público municipal, o gestor público e os cidadãos poderão ter acesso a diversos tipos de serviço, como:

• Instrumento de gestão e transparência pública;
• Serviço de informações aos cidadãos;
• Serviços de pesquisa em Diário Oficial;
• Serviços de pesquisa histórica;
• Serviço de memória local;
• Serviços de ação cultural;
• Visita guiada;
• Emissão de certidões probatórias;
• Reprodução de documentos.

Outras informações sobre o Arquivo Público Municipal podem ser encontradas na cartilha Criação e Desenvolvimento de Arquivos Públicos Municipais.

Fonte: Conarq

Campanha de fomento à criação e desenvolvimento de arquivos públicos municipais

Arq Municipais

O Conselho Nacional de Arquivos (CONARQ) está empreendendo uma campanha de conscientização e sensibilização junto aos prefeitos, prefeitas e presidentes de câmaras municipais para a criação de arquivos públicos municipais.

Esta campanha, denominada Campanha de fomento à criação e desenvolvimento de arquivos públicos municipais, tem como objetivo principal informar e sensibilizar as autoridades públicas municipais e também os cidadãos acerca da importância dos arquivos públicos para a boa governança, construção da memória e preservação da identidade histórica e cultural da comunidade local.

Acesse a página da Campanha

Paulo Afonso vai ganhar o seu Arquivo Municipal

A cidade de Paulo Afonso (a 507 Km de Salvador) vai ganhar o seu primeiro arquivo municipal. A construção, realizada com recursos próprios de R$ 222 mil, teve início em março e deve ser entregue no fim de agosto deste ano.

O arquivo vai ocupar uma área de  650 m² e dois pavimentos para abrigar todos os documentos da prefeitura. O diretor do Departamento de Contabilidade da prefeitura, Francisco de Assis Gonçalves, explica que o arquivo vai organizar documentos em papel, CDs, fotos e filmagens.  O arquivo está sendo construído na Avenida dos Estudantes, ao lado do depósito da Secretaria Municipal de Infraestrutura.

Fonte: Gente & Mercado

Fórum Nacional de Arquivos Municipais

%d blogueiros gostam disto: