“Revolta dos Búzios 219 anos – uma história de Igualdade”

Também conhecida como Inconfidência Baiana, Revolta dos Alfaiates ou Conjuração Baiana, a Revolta dos Búzios aconteceu em 1798 na capitania da Bahia para se libertar da Coroa Portuguesa. O movimento teve caráter popular e também defendia o fim da escravidão, um governo republicano e democrático, livre comércio e abertura dos portos.

A revolta ficou assim conhecida pelo fato de alguns revoltosos usarem um búzio preso a uma pulseira para facilitar a identificação. Na quinta-feira (10), o Arquivo Público do Estado da Bahia realizará o Conversando com o Pesquisador com o tema “Revolta dos Búzios 219 anos – uma história de Igualdade”.

A atividade começará às 14h30, no auditório da unidade que é vinculada à Fundação Pedro Calmon/SecultBA, na Ladeira de Quintas, e será ministrada pelo Mestre em Direito Público pela Universidade de Brasília, presidente do Olodum, produtor cultural, poeta, escritor e colunista do jornal A Tarde, João Jorge Rodrigues.

Durante o evento, acontecerá o lançamento do conjunto documental “Revolta dos Búzios” online no AtoM do Arquivo Público do Estado da Bahia.

Anúncios

Timor Leste – Documentos da resistência online

O Arquivo & Museu da Resistência Timorense digitalizou e colocou online trinta mil documentos relacionados com as atividades do movimento que combateu a ocupação indonésia.

Segundo Antoninho Batista Alves, director da instituição, na sua intervenção no VI Encontro de Museus de Países e Comunidades de Língua Portuguesa, que decorre em Lisboa, o Arquivo & Museu recolheu no total 50 mil documentos, faltando ainda digitalizar e tornar acessíveis por via electrónica 20 mil.

A par dos documentos da resistência é possível aceder no site desta instituição a fotografias e informações sobre Timor-Leste, desde a época colonial.

%d blogueiros gostam disto: