Audiência Pública “Salvador-Bahia: Território de História e Memória?”

Audiência PúblicaO mandato do vereador Hilton Coelho (PSOL) e a Associação dos Arquivistas da Bahia (AABA) promovem Audiência Pública “Salvador-Bahia: Território de História e Memória? ” para discutir a questão dos arquivos públicos e sua importância para a sociedade. O evento que acontece no dia 17, quinta-feira, às 19h, no Centro discute a questão dos arquivos públicos no dia 17 de dezembro, às 19h, no Centro de Cultura da Câmara Municipal de Salvador, Praça Thomé de Souza (Praça Municipal), s/n, Centro Histórico.

A cidade de Salvador, primeira Capital do Brasil, traz em si a História do nosso país e, para conservar essa memória, existem os arquivos públicos, que foram criados para reunir todos os documentos que remontam aos momentos históricos de diferentes épocas e trazem à nossa realidade um pouco do que a nossa sociedade já vivenciou.

Essas instituições, contudo, não estão sendo valorizadas e, por isso, queremos discutir se Salvador é um território de história e de memória!

O acesso à informação é assegurado pela Constituição do Brasil como um direito fundamental de cada pessoa. Determina que o poder público tem o dever de fazer a gestão de seus documentos, além de realizar a promoção e proteção ao patrimônio documental.

Como assegurar o cumprimento do direto de acesso à informação pública, sem assegurar as condições para que o cidadão possa acessá-la? Para garantir a localização e recuperação das informações é indispensável realizar a gestão de documentos nos municípios, realizada no Arquivo Público Municipal sediado na Baixa de Quintas. Há anos ele passa por problemas na estrutura física. A instalação elétrica já chegou a ficar desligada por prevenção contra incêndios.

As comunidades precisam se referenciar nos arquivos municipais para poder construir um discurso sobre si mesmas. Venha e traga sua opinião, críticas, sugestões sobre o tema.

Comemoraremos também as/os arquivistas. O Dia da/o Arquivista foi 20 de outubro. Sabemos a importância da profissão e seu papel social. O trabalho de um/a arquivista nunca termina. É um trabalho para a posteridade no duplo sentido de ser feito para e pela posteridade. O arquivo é um centro de informações para a sociedade.

Contamos com a presença de todas e todos na audiência pública dia 17 de dezembro, 19h, no Centro de Cultura da Câmara Municipal de Salvador, Praça Thomé de Souza (Praça Municipal), s/n, Centro Histórico.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: