Arquivo Público se prepara para receber 2ª etapa da Bienal da Bahia

BienalCom documentos nominados e registrados como Memória do Mundo pela Unesco, o Arquivo Público do Estado da Bahia, unidade da Fundação Pedro Calmon/Secretaria de Cultura do Estado é a segunda maior instituição arquivística do Brasil, custodiando um acervo documental de valor único para a memória nacional. Devido a esta importância, o Arquivo Público será um dos palcos da segunda temporada da 3ª Bienal da Bahia, que segue com sua programação de cem dias de atividades culturais e educativas em Salvador e municípios baianos.

A partir do dia 17 de julho (quinta-feira), a unidade receberá ações que envolverão dez artistas baianos e de outros estados. Às 10h deste dia será realizado um pique-nique aberto ao público nos jardins do Arquivo, local conhecido como “Quinta do Tanque”. Na ocasião, será resgatado o hábito dos jesuítas que ali moravam de troca de experiências, leituras e diálogos sobre história, antropologia, turismo, arquitetura, arte e outras temáticas.

 Intitulado “Quintas na Quinta”, o programa acontecerá às quintas-feiras, até o dia 4 de setembro, sempre às 14h e terá encontros com os professores Sergio Guerra e Luiz Paulo Neiva sobre “Canudos”, com Marcelo Cunha e Dona Sisi (Fundação Pierre Verger) sobre “Racismo Científico” e a intervenção artística “Feminária Musical”, de Ana Paula Fiuza, do Grupo Feminista de Experimentos Sonoros da Escola de Música da UFBA, todos no mês de julho.

 Dentre os artistas que farão exposições e intervenções no Arquivo, estão Eustaquio Neves, Gaio, Giselle Beiguelman, Ícaro Lira, José Rufino, Omar Salomão, Paulo Bruscky, Paulo Nazareth, Rodrigo Matheus e S. da Bôa Morte, além da artista cubana, Maria Magdalena Campos Pons e o músico Neil Leonard. Até setembro, o público poderá interagir também com a Exposição: Arquivo do Museu Antropológico e Etnográfico Estácio de Lima, que estará aberta à visitação a partir deste dia, das 9h às 17h.

Educativa – A programação da 3ª Bienal no Arquivo Público também incluirá visitas guiadas em parceria com a Escola Parque (Centro Educacional Carneiro Ribeiro), nas quais os estudantes visitarão as exposições e ações que estarão sendo realizadas a partir do dia 17. Haverá equipes de mediação formadas pelos artistas, que guiarão os estudantes e o público em geral em meio às instalações e ministrarão oficinas.

Internacional – No dia 19 de julho (sábado), às 10h, a artista cubana, Maria Magdalena Campos e o artista Neil Leonard, levarão ao Arquivo Público a performance sonora e corporal intitulada “Conversação”, na qual irá criar uma série de diálogos a partir de sua experiência na Bahia, do contato com as pessoas e dos documentos encontrados no Arquivo. Nascida em Cuba e radicada em Boston (EUA), a artista (veja entrevista) tem, em sua trajetória artística, trabalhos que envolvem, principalmente, a fotografia, performances, meios audiovisuais, e esculturas.         

Para facilitar e ampliar o acesso do público à programação no Arquivo Público, a Fundação Pedro Calmon disponibilizará gratuitamente um ônibus todos os dias, de 17 de julho a 7 de setembro, saindo do Teatro Castro Alves (Campo Grande) às 14h em direção ao Arquivo, na Baixa de Quintas (interessados procurar monitores da Bienal que estarão na frente do TCA; sujeito à lotação).   Todas as atividades são gratuitas. 

PROGRAMAÇÃO

17 DE JULHO (QUINTA-FEIRA)

9h às 17h – Exposição “Arquivo do Museu Antropológico e Etnográfico Estácio de Lima” e instalações de artistas abertas à visitação

10h – Abertura com pique-nique aberto ao público nos jardins do Arquivo Público.

14h – Projeto “Quintas na Quinta”, com leituras, diálogos e poesia nos jardins e visitas guiadas por artistas.

 

19 DE JULHO (SÁBADO)

9h às 17h – Exposição “Arquivo do Museu Antropológico e Etnográfico Estácio de Lima” e instalações de artistas abertas à visitação

10h – Performance sonora e corporal da artista Maria Magdalena Campos Pons (Cuba) intitulada “Conversação”

 

24/7, 31/7, 7/8, 14/8, 21/8, 28/8 e 4/9 (QUINTAS)

“Quintas na Quinta”, às 14h nos jardins do Arquivo Público

9h às 17h – Exposição “Arquivo do Museu Antropológico e Etnográfico Estácio de Lima” e instalações de artistas abertas à visitação

Outras informações no site www.bienaldabahia.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: