IGHB promove Curso sobre História da Bahia

O Instituto Geográfico e Histórico da Bahia, com o apoio da Bahiatursa, promove o Curso HISTÓRIA DA BAHIA, no período de setembro a dezembro (uma semana por mês), das 14h às 16h. Com valor de inscrição em R$ 50,00 (cinquenta reais) e carga horária de 40 horas, as aulas tem a coordenação da professora Antonietta d´Aguiar Nunes (Ufba). Estão sendo oferecidas 160 vagas, com inscrição presencial na sede do IGHB – Avenida Joana Angélica, 43 – Piedade. Mais informações no tel. 71 3329 4463.

O que: Curso História da Bahia

Quando: setembro a dezembro de 2012 (quatro módulos)

SETEMBRO: 10 a 14

OUTUBRO: 15 a 19

NOVEMBRO: 05 a 09

DEZEMBRO: 03 a 07

Coordenadora e Instrutora: Antonietta D´Aguiar Nunes

Historiógrafa do Arquivo Público do Estado da Bahia por 30 anos

Professora da Faculdade de Educação da Universidade Federal da Bahia

Valor: R$ 50,00 (cinquenta reais)

Carga horária: 40 horas

Inscrição presencial: Avenida Joana Angélica, 43- Piedade

Alguns temas do programa:

Pré História Brasileira e baiana. Indígenas que aqui viviam. Descobrimento do Brasil na Bahia, escambo do pau brasil; expedições exploradoras e guarda-costeiras.

Falares do grupo lingüístico tupi-guarani (Profª Consuelo Ponde de Sena)

Capitanias hereditárias baianas em todo o sec. XVI: Todos os Santos, Ilhéus, Porto Seguro, Itaparica e Tamarandiva, Paraguaçu e Sergipe d´El rei. Governo Geral. Fundação de Salvador. Criação do bispado do Brasil. Aldeamentos indígenas.

Primeiros engenhos. Defesa da Bahia no sec. XVI. Administração municipal. O século XVII baiano. Açúcar como principal gênero no Recôncavo. A expansão pecuária: casas da Torre e da Ponte. Ocupação holandesa em Salvador. Defesa da Bahia no sec. XVII. Criação do Arcebispado.

O sec. XVIII baiano. Ouro em Rio de Contas e Jacobina. Novo plano de fortificação da cidade (João Massé, 1714). Sínodo diocesano, novas freguesias, Padroado. Igrejas e solares do período barroco baiano.

Anseios de liberdade: a revolução dos alfaiates ou dos búzios. Rebeliões escravas da 1ª metade do sec. XIX. Rebeliões constitucionalistas. Luta pela independência na Bahia.

A província da Bahia na primeira metade do sec. XIX. Revolução dos Malês. Sabinada. Criação do Liceu Provincial e da Escola Normal. Fontes Públicas. Seminário diocesano. Reformas de igrejas para o estilo neoclássico

A província da Bahia na segunda metade do sec. XIX. Cholera Morbus. Novos melhoramentos urbanos: chafarizes, iluminação a gás, estradas, elevador da Conceição. Movimentos Abolicionista e Republicano.

A Bahia republicana. Separação da Igreja e Estado. O episódio de Canudos. Advento da prosperidade cacaueira. Desenvolvimento de indústrias e movimentos grevistas. Bombardeio de Salvador e sua remodelação. A “involução” baiana.

10 – A revolução de 1930 e a chamada Era Vargas. Isaias Alves e sua atuação na Bahia. A Redemocratização de 1946, constituição estadual, governo Otávio Mangabeira e a atuação de Anísio Teixeira. Desenvolvimento baiano: CPE, descoberta e exploração do Petróleo, Centro industrial de Aratu, Pólo Petroquímico de Camaçari.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: