Fundação Nelson Mandela e Google digitalizam arquivos históricos

O Google vai colaborar com a Fundação Nelson Mandela para digitalizar os milhares de documentos do arquivo do primeiro presidente negro da África do Sul, anunciou nesta terça-feira a fundação.

A empresa fornecerá US$ 1,25 milhão para deixar acessível na rede milhares de documentos, fotografias e material audiovisual sobre a vida e a trajetória de Nelson Mandela. A doação do maior buscador da internet permitirá o acesso de estudantes e pesquisadores no mundo todo à base de dados do Centro da Fundação Nelson Mandela, com sede em Johanesburgo, para a difusão de seu legado e a promoção da justiça social, segundo a instituição sul-africana.

O arquivo multimídia inclui correspondência do líder com família, amigos e companheiros de luta contra o apartheid, além dos diários escritos durante sua prisão e notas pessoais sobre a negociação política que terminou com o regime de segregação racial na África do Sul.

A fundação Nelson Mandela anunciou, além disso, que o Google realizou uma doação similar ao Centro para a Paz de Desmond Tutu, na Cidade do Cabo, para a digitalização dos arquivos do arcebispo Tutu, destacado ativista contra o apartheid, e o desenvolvimento de uma ferramenta de educação interativa para esta instituição.

Para conhecer mais sobre a Fundação Nelson Mandela, basta acessar o site: 

Fundação Nelson Mandela

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: