‘Sexo Oral Feminino – Dicas importantes para quem gosta de mulheres’

Já envolto em certa polêmica (o Espaço Unibanco Glauber Rocha se recusou a sediar o lançamento alegando incompatibilidade com o seu público) o livro ‘Sexo Oral Feminino – Dicas importantes para quem gosta de mulheres’, do professor e escritor Acúrsio Esteves, será finalmente lançado nesta quinta-feira (09), no Centro Cultural da Câmara de Vereadores, Praça Thomé de Souza (embaixo do prédio da Prefeitura), a partir das 18 horas. E se você, prezado leitor, é um dos que têm incompatibilidade com o assunto, é justamente contigo que o livro do Acúrsio quer falar, para o seu próprio bem. E principalmente, para o bem da sua mulher. ‘Sexo Oral Feminino’, sem didatismo, é um livro didático. E sua lição principal consiste em revelar aos homens (e talvez às lésbicas de alma masculina, ou seja, as displicentes) que uma mulher requer atenção. E que esta atenção, no mais das vezes, é negligenciada exatamente num ponto da maior importância: a hora de chupar. Há quem pense que o recurso só é necessário aos broxas. Esses transformam suas parceiras em meras caçapas, sonegando-lhes a capacidade frutífera.

Acúrsio Esteves faz questão de ressaltar que o livro é escrito “em linguagem de boteco”, fácil, direta, sincera, fraterna, sem ceder aos apelos da hipocrisia, do moralismo ou do intelectualismo rasteiro. Há quem duvide de que se possa escrever um livro inteiro sobre o tema, mas a verdade é que o cara conseguiu. Dividido em capítulos, ‘Sexo Oral Feminino’ é uma espécie de guia que aborda desde a higiene íntima até o “pós chupada”, passando pelo contexto social do tema, aspectos da anatomia vaginal, as diversas possibilidades linguais, etc. Além dos poemas que ilustram o livro. Antes que alguns (ou algumas) apressadinhos pensem em usar o termo “machismo”, é bom dizer o óbvio: o presente livro foi escrito em nome da satisfação das mulheres, tão maltratadas por machos que não sabem o que fazer quando estão cara-a-cara com a verdade. O prefácio, assinado pela jornalista Rita Batista, começa deliciosamente: “Chupar é uma arte e tem ciência. Ninguém se torna um exímio chuparino de xoxota da noite para o dia, isso é obra de anos e muitas horas com a cara enfiada no assunto. Sexo Oral Feminino: Dicas importantes para quem gosta de mulheres é uma ode ao prazer sexual. A anatomia, os caminhos do desejo, a preparação para a prática são aqui descritos meticulosamente pelo autor”.

Para quem ousar falar em pornografia diante de tema tão sublime e, vamos torcer, familiar (afinal o que se deve esperar de um casal casado?), pego emprestado o lema da Ordem da Jarreteira: “Honni soit qui mal y pense” = Envergonhe-se quem pensar mal dessas coisas. A posição do Espaço Unibanco Glauber Rocha, de incompatibilizar o seu público com chupadas de xereca me lembrou, pessoalmente, e à minha mulher Alessandra, o livro de Nelson Rodrigues, ‘Asfalto Selvagem – Engraçadinha seus amores e seus pecados’. Ali Nelson satiriza a classe média em seus arroubos contra o filme francês Les Amants, de 1958, chocante à época exatamente por mostrar uma cena de ‘sexo oral feminino’. No livro de Nelson, uma personagem, o Dr. Odorico, juiz também classe média e também moralista, tem contudo uma fala sobre o filme que bem pode ser parafraseada em prol do livro de Acúrsio Esteves: “Por que indignidade? Indignidade, vírgula! E o que é que faz seu marido? A senhora deve andar muito escassa de marido!”. E continua: “De mais a mais, os culpados somos nós. Esse filme, quando estreou, era tão inocente, tão puro! Nós é que corrompemos o filme, nós! E, agora, o filme não é o mesmo: está degradado pela platéia! Qualquer dia a senhora há de ver os artistas improvisarem cacos, piadas obscenas! Compreendeu, minha senhora?”. Curioso é que ‘Les Amants’ é um filme de Louis Malle, aquele diretor francês que Glauber esculhambou no Festival de Veneza à época da derrota de seu genial ‘A Idade da Terra’, no festival. Todos esses signos juntos, dançando através da História, para mim são poesia pura. O próprio Glauber Rocha já associou a riqueza (no sentido de êxito financeiro) à impotência sexual. Será que o Unibanco está roubando a potência do cineasta, amolecendo o artista para o gosto da classe média que ele tanto violentou? A verdade é que eu adoro aquele lugar e não creio que seja assim. Foi uma derrapada só, espero. Mas já que estamos na poesia, durante o lançamento de ‘Sexo Oral Feminino’ haverá um pequeno recital dos poemas contidos no livro e eu fui convidado pelo autor para falar o do Olavo Bilac – ‘Delírio’. Além deste, direi também um poemeu que se chama, oportunamente, ‘oral: oratório de natal’. Mas vou terminar este convite (não percam o lançamento!) citando outros dois versos também escritos por mim e que espero um dia se realizem (os caminhos passam pela alma e pelos pubianos): dias mulheres virão / toda nudez será castidade.

SERVIÇO:
O QUÊ: Lançamento do livro ‘Sexo Oral Feminino – Dicas importantes para quem gosta de mulheres’, de Acúrsio Esteves.
QUANDO: Nesta quinta-feira (09), às 18 horas.
ONDE: Centro Cultural da Câmara de Vereadores, Praça Thomé de Souza (embaixo do prédio da Prefeitura).
GRÁTIS

Reportagem do site Bahia Notícias

Anúncios

One Response to ‘Sexo Oral Feminino – Dicas importantes para quem gosta de mulheres’

  1. Werlon says:

    Parabens e disso que a cultura brasileira precisa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: